martins em pauta

Postagem em destaque

BRISANET A MELHOR INTERNET DO BRASIL

domingo, 15 de dezembro de 2019

Polícia Federal já apreendeu mais de R$ 220 mil em notas falsas no Ceará

Domingo, 15 de Dezembro de 2019

A maioria das notas falsas são compradas em redes sociais e enviadas por correspondência pelos Correios, segundo a PF.


A Polícia Federal (PF) apreendeu R$ 227.075 em notas falsas, no Ceará, em 2019, até o dia 12 de dezembro. Em todo o ano passado, foram R$ 89.540, o que representa um aumento de 153,6% no ano corrente. Após o fechamento dos dados, solicitados à PF pelo Sistema Verdes Mares, mais cédulas falsas já foram retidas por policiais federais no Estado.

Em unidades, o número de notas apreendidas cresceu de 1.173, em todo o ano de 2018, para 7.617, no ano atual, o que significa um aumento de 549,3%. A intensificação da atividade dos criminosos e da reação da Polícia Federal representou também um aumento em ocorrências de flagrantes (de 11 para 20, em um ano) e em suspeitos capturados (de 15 para 23).

O chefe substituto da Delegacia de Repressão a Crimes Fazendários (Delefaz), delegado federal Leonardo Pordeus Barroso, revela que “hoje, com a facilidade por Internet e com a diminuição do custo de impressoras e equipamentos de informática, o cidadão, sem gastar muito, consegue fabricar cédulas em casa, com boa qualidade e capaz de enganar o cidadão desatento”.

De acordo com o investigador, a maioria das notas falsas são compradas em redes sociais e enviadas por correspondência pela Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos (ECT), conhecida como Correios. A reportagem questionou à empresa sobre o uso do serviço de correspondência para práticas ilícitas e as medidas de segurança adotadas, mas não obteve resposta até o fechamento desta matéria.

Sete ocorrências registradas neste mês

Somente neste mês de dezembro, já foram sete ocorrências de moeda falsa registradas pela PF. Na última sexta-feira (13), uma encomenda postal foi apreendida com 20 notas falsas de R$ 50, o que totaliza R$ 1 mil, em Fortaleza, mas ninguém foi preso. Na quinta-feira (12), um paraense de 34 anos foi detido com 45 notas de R$ 20, ou seja, um total de R$900, na agência dos Correios de Tejuçuoca.

No dia anterior (11), um jovem de 19 anos também foi preso pela PF em uma agência dos Correios, no bairro Monte Castelo, na Capital, na posse de duas encomendas postais, que continham 12 cédulas falsas de R$100 e uma de R$20, o que soma R$1.220. Outros cinco suspeitos foram capturados em quatro abordagens, nos dias 2 e 6 deste mês.

Segundo o chefe substituto da Delefaz, no período de fim de ano, a falsificação de notas se intensifica, com o intuito de utilizar em festas. “O comércio mais formal está mais atento para esse tipo de crime. Um caixa de banco dificilmente vai ser vítima, porque tem o treinamento. Agora, um comércio de rua, de festa, uma barraca de praia, que têm um grande fluxo e uma baixa atenção naquele momento, são as maiores vítimas”, compara.

O perito criminal federal, da PF no Ceará, Virgilio Mathieson Tavares, afirma que o público em geral precisa conhecer a moeda nacional. Tavares recomenda que as pessoas acessem o site do Banco Central ou instalem o aplicativo Dinheiro Brasileiro, desenvolvido pelo BC, que explicam detalhadamente cada mecanismo de segurança de todas as cédulas de real e auxiliam na comparação de uma nota suspeita com um modelo autêntico.


(Diário do Nordeste)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Contato : (84) 9604-4055

Contato : (84) 9604-4055