martins em pauta

quarta-feira, 8 de maio de 2019

INDIGNAÇÃO SELETIVA? Dilma cortou mais de R$ 10 bilhões da Educação em 2015

Quarta, 08 de Maio de 2019

Imagem: Lucas Pontes/UOL

Em 2015, o governo cortou R$ 10,5 bilhões do orçamento para a Educação. Era o ano em que foi definido o slogan “Pátria Educadora”. O Fies, na ocasião, cortou 1,7 bilhão em relação a 2014.

Menos de um ano após a sua reeleição, Dilma Rousseff já havia reduzido em 23% o orçamento prometido para o campo da Educação.

Em março de 2016, um novo corte retirou R$ 21,2 bilhões entre Ministério da Educação e do Planejamento.

Cortes, na ocasião, não ganharam a proporção dos sindicatos e direções de universidades em nível de indignação, como no Governo atual.

Relembrando

O MEC (Ministério da Educação) perdeu R$ 10,5 bilhões, ou 10% do orçamento, em 2015, ano em que a presidente Dilma Rousseff escolheu o slogan “Pátria Educadora” como lema de seu segundo mandato. Cortes em programas, pagamentos atrasados e trocas de ministros marcaram o ano da pasta.

A presidente anunciou o lema já no primeiro dia de 2015, mas os problemas na área também apareceram depressa. Antes mesmo de oficializar o represamento de orçamento no âmbito do ajuste fiscal, a tesoura atingiu programas como o Fies (Financiamento Estudantil) e o Pronatec, as duas principais bandeiras de Dilma na área da educação durante as eleições de 2014.

Depois de uma expansão de financiamentos entre 2010 e 2014, o governo alterou as regras do Fies ainda nos últimos dias de 2014. Restringiu o acesso ao programa e chegou a adiar pagamentos a empresas educacionais. O ano fechou com 313 mil contratos, 57% menos do que o registrado em 2014.

Fontes:




OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Carlos Bastos
    Passado é passado BG, deixe de olhar para o retrovisor, Dilma foi um desastre. Porque ela cortou o Bozo tem que cortar também, ele foi eleito para fazer melhor e não copiar os erros dos outros.
    • #Lula Na Cadeia
      Essa máscara imoral que passado é passado só serve para esconder toda corrupção.
      Esse lenga lenga de "não ficar olhando pelo retrovisor" é coisa de apoiador de corrupto que não quer ver os crimes cometidos sendo lembrado. São desculpas de irresponsáveis que querem tocar em frente escondendo toda sujeira e roubalheira existente nessa nação.
      Tenha vergonha Carlos Bastos, seu presidente está preso!
    • Netto
      Passado deixa conta.
  2. Bento
    Como é bom ter Presidente ativo no País que quer somente a legalidade dos negócios. Dizem que os cortes dos 30./. deu-se em razão da s Universidades fazer exatamente estes gastos correspondentes a este percentual e não apresentarem justificativas. Se não apresentam é porque não ha necessidade.
  3. carlucio
    Mais um motivo para não haver cortes.
  4. Antônio
    Notícia típica para o deleite dos bolsonaros e semear a discórdia. Ambos estão errados.
  5. ANTÔNIO SÁVIO MADEIRA
    QUANDO A ESQUERDA NÃO TEVE MEMÓRIA SELETIVA??
    A ESQUERDA SÓ SABE ACUSAR E MONTA SUAS ACUSAÇÕES FALSAS SEM OLHAR O QUE FIZERAM .
    TODOS OS MAL FEITOS DA ESQUERDA SÃO PROPOSITALMENTE ESQUECIDOS POR ELES PARA CRITICAR EXATAMENTE A MESMA COISA QUE FIZERAM.
    ALGUMA NOVIDADE NISSO? ISSO É A ESSÊNCIA DA ESQUERDA
  6. #Lula Na Cadeia
    Engraçado é nenhum VERME PTRALHA RECLAMOU ….quadrilha organizada
  7. Patricia
    Cortou devido ao orçamento não ter sido aprovado. Não cortou em retaliação. Bolsonaro cortou com o orçamento aprovado e em retaliação a aqueles que ele não aceita por não pensar como ele é a sua patota. Comportamento lamentável.
    • Flávio A
      O amor é cego,surdo e fala que é uma beleza kkkkkkk
    • #Lula Na Cadeia
      O tanto de dinheiro que foi gastos nessas universidades , dava para ter os no mínimo uns três físicos de renome internacional, só temos os campos infestados de 🚬
    • Netto
      Nem parece que Dilma, afora as pedaladas, vivia abrindo crédito suplementar via MP.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Contato : (84) 9604-4055

Contato : (84) 9604-4055