martins em pauta

Postagem em destaque

BRISANET A MELHOR INTERNET DO BRASIL

terça-feira, 8 de junho de 2021

Brasil registra morte de mulher infectada com o Fungo Negro após sequelas deixadas pela Covid-19

Terça, 08 de Junho de 2021


Informações divulgadas pela Secretaria de Estado da Saúde da Paraíba indicam que uma mulher morreu vítima do chamado fungo negro, espécie de infecção que está sendo associada com resquícios causados pelo contágio do coronavírus. O problema comumente afeta pacientes em recuperação após quadros de Covid-19, agravado pela baixa imunidade.

A morte da mulher, moradora da cidade de Areia de Baraúnas, cuja identidade não foi revelada, aconteceu no dia 13 de maio, mas só agora os resultados dos exames foram divulgados. Ela chegou a ser transferida para o Hospital Universitário Lauro Wanderley na cidade de João Pessoa, capital do estado, mas não resistiu às complicações.

A questão do fungo negro ainda é pouco conhecida, tendo em vista que os seus relatos são recentes, embora cresçam de maneira exponencial em todo o planeta. Na Índia, epicentro global do coronavírus, cerca de 9 mil pessoas já foram infectados com a chamada mucormicose – número que pode ser ainda maior pela dificuldade em se concentrar informações desta natureza naquela localidade.

Dados preliminares apontam que a taxa de letalidade do chamado fungo negro é de 50%, atingindo, em forma de sequela, pacientes infectados e curados do coronavírus. Autoridades da área da saúde em todo o planeta se preocupam com a situação e monitoram novos casos.

No Brasil, novos relatos de pacientes diagnosticados com a mucormicose surgem a cada dia. A recomendação das autoridades da área da saúde é continuar com os mesmos rigorosos protocolos de segurança, incluindo distanciamento social, utilização – adequada – de máscaras de proteção e constante higienização das mãos.

(i7News)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Contato : (84) 9604-4055

Contato : (84) 9604-4055