martins em pauta

domingo, 27 de janeiro de 2019

Polícia detém 42 pessoas na 'maior ofensiva' contra o crime no Ceará

Domingo, 27 de Janeiro de 2019


A Operação Contra-Ataque ocorreu entre as 7 horas dessa sexta-feira (25) e as 3 horas da madrugada deste sábado (26), com foco em pontos considerados de maior risco de ataques na Grande Fortaleza.

A megaoperação policial Contra-Ataque, deflagrada nesta sexta-feira (25) para combater a onda de ataques no Ceará, capturou 42 pessoas até a madrugada deste sábado (26). Segundo a Secretaria de Segurança do Ceará, entre os detidos estão adolescentes. Além disso, 11 armas de fogo e 4,36 kg de drogas foram apreendidas. 

Cerca de 5,7 mil agentes de segurança e de órgãos parceiros participaram do trabalho, sendo 4.020 da Polícia Militar, 206 Bombeiros, 570 policiais civis, quatro peritos forenses, 152 agentes penitenciários, 262 policiais rodoviários federais, 120 guardas municipais de Fortaleza, 39 profissionais da Coordenadoria Integrada de Operações de Segurança (Ciopaer), oito fiscais da Agência de Fiscalização de Fortaleza (Agefis) e 406 policiais da Força Nacional. É a maior ofensiva contra ações criminosas realizada no Ceará, segundo a Secretaria da Segurança.

A operação teve foco em locais considerados de maior risco para ataques, em Fortaleza e Região Metropolitana, apontados pelo setor de inteligência policial. 

Ataques chegam ao 24º dia

Na noite desta sexta-feira (25), cinco homens invadiram e incendiaram uma subestação da Cagece localizada no cruzamento da Rua H com Rua A, no Bairro Maracanazinho, em Maracanaú. O ataque aconteceu por volta das 23h50. Um homem foi preso e um menor foi apreendido suspeitos de participar da ação.


(Diário do Nordeste)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Contato : (84) 9604-4055

Contato : (84) 9604-4055