martins em pauta

domingo, 21 de outubro de 2018

Vamos falar de abuso do poder econômico

Segunda, 22 de Outubro de 2018


O PT teve o 6º maior fundo eleitoral para fazer a sua vergonhosa campanha, no total de R$ 212,3 milhões. Dessa verba foram destinadas à campanha presidencial R$ R$ 31.728.720,00, porém, segundo a coordenação de Haddad, foram gastos quase R$ 20 milhões.

O PSL, partido de Bolsonaro, teve apenas R$ 9,2 milhões para fazer a campanha de todos os seus candidatos, sendo que a campanha presidencial contou com apenas R$ 1,7 milhão. Uma diferença abissal. Apenas menos que 10% em relação ao seu adversário.

Haddad e seu comitê viajaram pelo Brasil a bordo de jatinhos executivos tomando espumantes, sendo recebido por militância paga, enquanto Bolsonaro viajou na classe econômica de aviões comerciais, acompanhado de 3 ou 4 assessores, sendo recebido por militâncias voluntárias

O PT teve incontáveis minutos de rádio e televisão, também pagos com o nosso dinheiro pois as emissoras têm isenções fiscais no valor relativo aos valores desses tempos, enquanto Bolsonaro teve um tempo reduzidíssimo, praticamente contando apenas com a nossa boa vontade diária em utilizarmos nossas redes pessoais e nossos contatos para manter viva a sua campanha.

O que é afinal "abuso do poder econômico" na visão do PT?

Todo esse luxo e as campanhas do PT foram pagos por nós, e involuntariamente. O Fundo Eleitoral que sustentou a campanha de Haddad foi tirado dos nossos impostos. Isso não é apenas abuso do poder econômico... É abuso da nossa paciência.

Se o PT quiser, me processe. Eu sou uma das milhões de pessoas que sustentam a campanha do Bolsonaro, doando de coração o meu tempo e colocando à sua disposição o maior de todos os valores: A minha vontade de ver a quadrilha petista longe do poder, e de preferência dentro da cadeia.




Articulista
Fonte: Jornal da Cidade News

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Contato : (84) 9604-4055

Contato : (84) 9604-4055