martins em pauta

terça-feira, 9 de outubro de 2018

Após covardemente vincular Bolsonaro a Hitler, poste propõe “protocolo ético” (Veja o Vídeo)

Fernando Haddad não sabe o que é “ética”. Desconhece decência e se entregou de corpo e alma num projeto criminoso de poder.
Nesta segunda-feira (8), após deixar a cadeia, onde foi receber ordens de um presidiário, ele disse que irá convidar o candidato Jair Bolsonaro para assinar uma “carta compromisso” que estabeleça um “protocolo ético” para a abordagem das campanhas no segundo turno.
Haddad não tem moral para tal.
Ele e sua vice, a trêfega Manuela D’Ávila, não respeitaram sequer o período de convalescença de Bolsonaro.
Impedido pela equipe médica de participar do debate da Globo, o candidato foi por esse motivo atacado covardemente pelos adversários.
Isso é o PT. Isso é a esquerda.
De lá, nada vem de bom. Nada é sério.
Bolsonaro tem sim que fazer uma campanha propositiva, mas jamais pode deixar de dar ênfase ao mensalão, ao Petrolão, a delação de Palocci e a roubalheira generalizada implantada pelo PT, da qual, inclusive, Haddad e Manuela foram ativos participantes.

Amanda Acosta

Articulista e repórter
amanda@jornaldacidadeonline.com.br

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Contato : (84) 9604-4055

Contato : (84) 9604-4055