martins em pauta

terça-feira, 17 de abril de 2018

MARTINS-RN: ´OBRA COM RECURSO FEDERAL QUE DEVERIA ESTÁ PRONTA DESDE 11 DE NOVEMBRO DE 2016, SE NÃO TIVER CUIDADO PODE VIRAR MAIS UMA LAMBANÇA E PREJUDICAR MORADORES E POPULAÇÃO.

Terça, 17 se Abril de 2018




A prefeita Olga Fernandes, é conhecedora dos transtornos que o canteiro construído pela gestão Mazé /Olga, causa a todos que transitam pela rua Desembargador Hemetério, logo apos  a casa de Quinha. 

O vereador Francisco Avelino de Carvalho, Cabecinha-PHS, atendendo pedido de moradores já solicitou através de requerimento aprovado na Câmara Municipal pedindo e retirada do canteiro deixando a rua com livre acesso. 

Essa rua se inicia na Praça Almino Afonso, com aproximadamente 12 metros de largura em toda sua extensão, e a prefeitura através de recursos federais  começou a execução de continuidade do calçamento que deveria te sido entregue em novembro de 2016, mas de acordo com a execução do projeto os moradores  não estão nada satisfeitos, e na realidade  vai prejudicar não só aos moradores de toda extensão da rua, como parte da população. Logo apos a casa de Quinha nos dois sentidos, pois a rua que, em toda sua extensão em linha reta, subindo sentido Câmara Municipal os postes da Cosern servem como limites das calçadas e também como alinhamento, mas só que na etapa que a atual gestora  iniciou, os postes vão ficar no meio da calçada, e o projeto está sendo executado com apenas 04 metros de largura de cada mão, com um canteiro de um metro seguindo direto no meio, e com esse canteiro dividindo a rua moradores não podem estacionar um carro em toda extensão da mesma, e ainda por cima o canteiro está trancando 04 ruas que cruzam a Desembargador Hemetério, e ainda podem ter alagamento  na altura do Sitio Frade. Sem contar que está desperdiçando terreno, deixando calcada com aproximadamente 04 metros de largura dos dois lados. com isso os moradores estão preocupados, pois com o canteiro no meio vai dificultar o acesso as suas residencias, tendo que fazer um retorno no final do calçamento  para entrar na rua de suas residencias. 

Os moradores pedem encarecidamente que a prefeita a prefeita Olga Fernandes, reveja esse projeto, deixando a rua na mesma largura que vem desde a praça Almino Afonso, pois o terreno foi deixado pelo vendedor dos lotes acompanhando o padrão e a largura da rua que é uma das principais de nossa cidade.

Quatro ruas que cruzam a Desembargador Hemetério serão interrompidas de acordo com o projeto em execução pela prefeitura com recursos federais.



Da parede para o meio fio enfincado, calçada ficando com quase quatro metros da ambos os lados as calçadas. 


Veja poste que está no alinhamento da rua, onde o meio fio deveria passa no pé do mesmo. Assim vai ficar no meio da  da calçada, podendo causar acidentes. veja que dá para deixar o calçamento bem mais largo  de ambos os lados.  

Com o canteiro no meio o calçamento ira ficar com apenas 4 metros de cada Mão. 



                            Canteiro dificulta entrada de garagem


  Canteiro construído por Mazé /Olda, dai pra frente começa a       dificultar a vida de quem passa.




                                Extensão da rua sem canteiro



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Contato : (84) 9604-4055

Contato : (84) 9604-4055
Ocorreu um erro neste gadget