martins em pauta

Postagem em destaque

BRISANET A MELHOR INTERNET DO BRASIL

quinta-feira, 6 de janeiro de 2022

Vacinação de crianças de 5 a 11 anos contra a Covid não será obrigatória e não vai exigir prescrição médica, define ministério da Saúde

 Quinta, 06 de Janeiro de 2022

Foto: Divulgação/Pfizer/Via Reuters

O Ministério da Saúde decidiu que a vacinação em crianças de 5 a 11 anos contra a Covid-19 não será obrigatória, diferentemente de todas as outras imunizações infantis previstas pelo Programa Nacional de Imunização (PNI). Caberá aos pais ou responsáveis dar o aval para a aplicação.

“A distribuição de mais de 400 milhões de doses mostra o compromisso do governo federal em prover vacinas para que a população brasileira possa livremente buscar essas políticas públicas nas nossas salas de vacinação”, afirmou o ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, em coletiva desta quarta-feira (5). O intervalo entre uma aplicação e outra será com intervalo de oito semanas.

Apesar de manter nas mãos dos pais a decisão de vacinar ou não as crianças, o Ministério da Saúde voltou atrás em relação à exigência da prescrição médica como condicionante para a aplicação.

Isso ocorreu após representantes das sociedades médicas alertarem, em audiência pública, que a medida é uma forte barreira de acesso, pois muitas famílias brasileiras teriam dificuldade em conseguir o exame. Em consulta pública, a própria sociedade civil também se manifestou contra a exigência.

Agora, a receita médica para que crianças se vacinem contra a Covid-19 será tratada como uma recomendação. “Imprescindível que os pais, mães, responsáveis, consultem um médico antes de irem tomar essa vacina. Essa preocupação [existe] porque a criança está em pleno desenvolvimento. É importante essa informação”, afirmou a secretária Extraordinária de Enfrentamento à Covid-19, Rosana Leite.

R7

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Contato : (84) 9604-4055

Contato : (84) 9604-4055