martins em pauta

Postagem em destaque

BRISANET A MELHOR INTERNET DO BRASIL

sexta-feira, 26 de fevereiro de 2021

Fátima diz que Estado vai ‘radicalizar’ em medidas restritivas na circulação de pessoas, e mira espaços públicos e privados para evitar aglomerações e conter onda de contaminações

 Sexta, 26 de Fevereiro de 2021


Em coletiva na manhã desta sexta-feira(26), a governadora Fátima Bezerra informou que o Estado adotará terá que adotar medidas “radicais” na circulação de pessoas para conter o avanço da pandemia no Rio Grande do Norte.

A governadora anunciou que o Governo do Estado vai restringir atendimentos externos presenciais em todos os órgãos públicos, inclusive, Detran e Centrais do Cidadão.

A governadora não detalhou tais medidas, mas resumiu o objetivo do Estado: “O que posso adiantar é que essas medidas restritivas terão como foco e alvo a restrição de circulação de pessoas e, portanto, evitar aglomerações em ambientes públicos e espaços privados. Isso significa a gente radicalizar nas medidas protetivas, mais severas, para que a gente possa, se Deus quiser, conter essa onda”, disse.

As medidas não foram antecipadas pela govenadora. A expectativa é que sejam anunciadas ainda nesta sexta-feira(26).

Atualmente, o Rio Grande do Norte registra a maior taxa de transmissibilidade para covid-19 na região nordeste, com 1,49.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Ana

    E verdade fecha tudo mas antes encha as despensas das pessoas que vao ficar sem ter o que comer .pois se a pandemia nao matar a fome mata.

  2. Ricardo Lago

    As medidas já veem tarde. Por que elas não vieram na campanha política? Quando ela fazia aglomerações com os candidatos dela? Agora que aparecer.

  3. Lucianobrito

    Um ano de pandemia e o governo continua despreparado.

  4. Beto Araújo

    Que nós sejamos mais responsáveis e deixemos de por a culpa nos outros, independente de Bolssonaro, Fátima ou qualquer outro que esteja de plantão, façamos a nossa parte.

  5. Márcia Guedes

    Fecha tudo Governadora.
    Decrete Lockdown em todo o Estado do RN.
    É melhor fechar tudo do que ver um mar de mortes no nosso Estado, por causa de iresponsabilidades de que faz aglomerações.

    • Jx

      Mandar fechar e não ter como fiscalizar ou mesmo punição, é melhor não fechar

  6. Antonio Turci

    Fátima não vê a hora de quebrar de vez a economia do RGN e, em seguida pir a culpa no Bolsonaro.

    • Pensador

      Ela está querendo que sobre um leito de UTI pra pessoas com ou sem plano de saúde. E N T E N D A!

  7. Carlúcio

    Com esse zé povim não uti que resolva.

  8. Diego

    Arroche!!! Se o povo não se conscientiza por bem que seja na força. Polícia nas ruas conduzindo quem não se submeter ao decreto. Antes de reclamar, faça sua parte!

    • Jean da Silva

      Exatamente. Politizar medidas preventivas é coisa de idiota. Ela está certíssima.

  9. joao maria

    SERÁ QUE A VACINA DE PIPA PIFOU

  10. Marcos

    O que já era pra ter providenciado e fechar as praias …domingo passei de carro nas praias urbanas estavam todas lotadas …isso sim já era pra ter feito .

  11. P.C

    Medidas duras é fazer estádios de futebol elefante branco ao invés de hospitais.
    Medidas duras e mandar fechar leitos em São Gonsalo.
    Medidas duras e comprar respiradores e nunca receber.
    Medidas duras e comprar ventiladores pulmonar quebrado.
    Medidas duras e alugar ambulâncias a peso de ouro.
    Que vê outras??
    Medidas duras e vê o MP calado sem investigar, sem fiscalizar nada.
    Medidas duras é vê os deputados Estaduais, fazendo que não é com eles.
    Ou seja!!!!
    Bem!!
    Deixa pra lá.
    Em 2022, me encontro nas urnas com essa patota de irresponsáveis.

  12. Paul

    Forcsação de barra violenta. Cadê o povo que nas eleições o Covid não circulou. Fala sério. Corta o salário destes inúteis.

  13. ALOPRADO

    Borra farrearrrr… #sextouuu papaiiii

  14. peão de obra

    Sem dúvida, medidas radicais, como o fechamento de utis em Mossoró…. Tudo, óbvio, com a complacência do Parquet…..

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Contato : (84) 9604-4055

Contato : (84) 9604-4055