martins em pauta

quinta-feira, 15 de novembro de 2018

Lula não escapa impune. Processo do triplex é fichinha perto da ação penal do sítio de Atibaia, dizem juristas

Quinta, 15 de Novembro de 2018


O ex-presidente Lula caminha para sua segunda condenação na Lava Jato. O caso do sítio de Atibaia é considerado por apoiadores do petista um dos mais documentados e de difícil argumentação jurídica. Os depoimentos de cúmplices diretos de Lula nos crimes de corrupção e lavagem de dinheiro foram devastadores. Tando ao juiz federal Sérgio Moro na fase de instrução do processo quanto agora, na fase final com a juíza substituta Gabriela Hardt, as testemunhas do caso foram implacáveis no sentido de deixar claro que Lula não é inocente como anda dizendo.

Nomes de peso como Marcelo Odebrecht, Léo Pinheiro e Emílio Odebrecht confirmaram que as reformas no sítio eram para Lula, que atendiam as suas necessidades, que foram orientadas por seus familiares, que houve pedido de sigilo durante as obras, etc. A juíza Gabriela Hardt ouviu dos amigos de Lula tantos detalhes envolvendo os crimes que pesam contra o petista nesta ação penal, que até dispensou o depoimento do ex-ministro Antonio Palocci. 

Além de não ser mais um réu primário, Lula chegou a ser apontado por autoridades do Brasil como o chefe da organização criminosa que vitimou não apenas a Petrobras, o BNDES ou os cofres públicos de modo geral, mas sobretudo, os brasileiros.

Mesmo que tais considerações não façam parte dos processos que pesam contra o petista, o fato é que qualquer pessoa esclarecida possui consciência que Lula e o PT não roubaram apenas dinheiro. Roubaram a vida, a esperança e o progresso de milhões de cidadãos de bem. O petista, segundo as investigações do Ministério Público Federal e da Polícia Federal, está por trás de praticamente todos os crimes de desvios de recursos públicos ao longo dos últimos treze anos.

Lula, seus familiares, os integrantes de seu partido e os aliados políticos que deram sustentação ao seu governo e ao de sua sucessora Dilma Rousseff, foram os principais beneficiários dos esquemas de corrupção durante a última década e meia. Foram os principais beneficiários mas não foram os que mais lucraram. Em troca de alguns milhões, entregaram aos empreiteiros presos na Lava Jato cerca de R$ 8 trilhões, segundo levantamento realizado por peritos da Polícia Federal.

Ainda segundo o MPF, Lula pode ter praticado centenas de crimes em dezenas de situações envolvendo esquemas de tráfico de influência, lavagem de dinheiro e organização criminosa. Ao contrário do que alega o petista, seus crimes devem ser comprovados e ele deve ser sentenciado em várias ações ações penais. Lula não escapou impune, mas ainda tem muito a responder à Justiça.

Fonte: Imprensa Viva

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Contato : (84) 9604-4055

Contato : (84) 9604-4055