martins em pauta

segunda-feira, 3 de setembro de 2018

Procurador "empareda" Renata Vasconcelos: "Falou que seu salário não diz respeito a ninguém, mais diz sim. Se for verdade recebe como Pessoa Juridica, A Globo contribui para o rombo da previdência"

Segunda,  03 de setembro de 2018

Imagem: Produção Ilustrativa / Folha Política

O procurador Hélio Telho comentou as declarações da jornalista Renata Vasconcellos, do Jornal Nacional, de que seu salário não diria respeito a ninguém. A declaração foi dada logo após ela cobrar do candidato Jair Bolsonaro que apresentasse propostas para controlar os salários de mulheres. O procurador lembra que, caso os apresentadores de fato recebam como pessoas jurídicas, a emissora estará deixando de recolher milhões de reais em contribuições ao INSS, e os apresentadores estariam deixando de recolher milhões à Receita Federal. 

Leia abaixo as considerações do procurador Helio Telho: 

Renata Vasconcellos falou que seu salário não diz respeito a ninguém. Mas diz sim. Se é verdade que ela e Bonner recebem através de Pessoa Jurídica e não com registro na carteira de trabalho (como disse Bolsonaro) juntos $1 milhão ao mês (p/ ex), a Globo deixa de recolher ao INSS $2,6 milhões ao ano, aumentando o ROMBO da Previdência. Mas não é só. A tributação sobre a renda da PJ é bem menor do que a da pessoa física. Com isso, deixariam de recolher alguns milhões de reais à Receita Federal todos os anos, contribuindo para manter o déficit público e o ROMBO nas contas públicas elevados.


Fonte: Gazeta Social

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Contato : (84) 9604-4055

Contato : (84) 9604-4055