martins em pauta

Postagem em destaque

BRISANET A MELHOR INTERNET DO BRASIL

domingo, 7 de novembro de 2021

A politização da morte de Marília Mendonça: Qual o limite da “patifaria” no exercício do "jornalismo"?

 Domingo, 07 de Novembro de 2021



Mas o que fez o jornalista do portal Metrópoles, Guilherme Amado, ultrapassou todos os limites.

Logo após a notícia da morte da cantora Marília Mendonça, em acidente aéreo, na tarde desta sexta-feira (05), em Minas Gerais, o colunista fez uma das postagens mais ofensivas da história do jornalismo, com o objetivo de “lacrar” e atacar o presidente Jair Bolsonaro.

“Bolsonaro vai lamentar a morte de Marília Mendonça que fez o #EleNão?”, escreveu.

Praticamente no mesmo momento em que o jornalista cometia este absurdo, o presidente já cumpria seu papel de chefe de Estado (e de ser-humano) e lamentava a morte da cantora, publicamente.

Amado, então, mudou o texto e fez um novo post

“Postei há pouco uma nota perguntando se Bolsonaro iria se pronunciar sobre a morte da Marília Mendonça. Reescrevi o texto porque concordo que pouco importa neste momento de dor esse tipo de questionamento. Soou ofensivo com a própria Marília, que merece nossas orações. RIP”.

Alguns dirão que ele se arrependeu ou que correu pra corrigir e passar menos vergonha, ao ver que tinha errado no palpite, porém o que parece é que ele se viu forçado a recuar, tamanha a repercussão negativa.

Passaram a “chover” comentários recriminando a atitude.

Falta filtro para vc !!!!!??? Perdemos uma referência na música, uma pessoa incrível, especial que era Marília Mendonça!!! Nossos sentimentos a família e próximos! Menos vc BABACA! Que quer politizar nessa hora de dor que estamos pela perda de nossa Rainha!! Respeita Mané!!!, escreveu um internauta.

Até a youtuber Bárbara, do Canal Te Atualize, não se segurou e fez um comentário direto a Guilherme Amado.

O fato é que o jornalista, que faz parte da turminha dos lacradores esquerdopatas narrativistas, foi massacrado nas redes, e, tudo indica que só por isso fez as mudanças no título original e o novo comentário.

Mas não se surpreendam, leitores, se muito em breve ele voltar a cometer novas gafes e “canalhices”, pois quem vive do “jornalismo de fofoca” e não, de fatos, precisa sempre de uma “nova vítima” para assediar moralmente.

  • Fonte: Jornal da Cidade Online

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Contato : (84) 9604-4055

Contato : (84) 9604-4055