martins em pauta

Postagem em destaque

BRISANET A MELHOR INTERNET DO BRASIL

sexta-feira, 21 de outubro de 2022

A "censura" covarde faz sua primeira "vítima" (veja o vídeo)

 Sexta, 21 de Outubro de 2022





Na noite desta terça-feira (18), Zoe Martínez, comentarista da Jovem Pan, desabafou sobre as recentes determinações do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), que acabou afetando o seu trabalho na emissora. Em vídeo publicado em sua rede social, a cubana anunciou que ficará temporariamente afastada do programa Morning Show.

– Infelizmente vivemos tempos em que a liberdade de expressão está ameaçada, e explanar o óbvio pode trazer problemas – iniciou. De acordo com a comentarista, a decisão da Jovem Pan foi para sua preservação, além da própria emissora.
– As recentes decisões do TSE pressionam tanto a emissora – pela qual sigo mantendo grande respeito e consideração – cabendo a nós apenas cumpri-las. A Jovem Pan sempre prezou pelo debate igualitário, pela liberdade e isonomia de seus comentaristas, expondo sempre os dois lados da discussão. Sempre jogando conforme as regras – prosseguiu.

A cubana avisou que, por enquanto, seguirá compartilhando suas opiniões, mas apenas em seus perfis pessoais nas redes, bem como em seu canal no YouTube.

– Permaneço firme nas minhas posições e ideais defendendo aquilo em que acredito. Sei de onde eu vim e para onde eu não quero que o Brasil vá – concluiu.
Nesta segunda-feira (17), a Justiça Eleitoral determinou que a Jovem Pan conceda três direitos de resposta ao PT por “divulgação de ofensas e fatos sabidamente inverídicos contra o candidato Luiz Inácio Lula da Silva”. Na decisão, o ministro Benedito Gonçalves deu o prazo de cinco dias para que Antônio Augusto Amaral de Carvalho Filho – o Tutinha -, presidente da Jovem Pan, apresentasse sua defesa.

Confira:

Na verdade, a Jovem Pan estava no radar da esquerda há muito tempo mesmo tempo 95% da grande imprensa a seu favor, os petistas e aliados querem calar todas as vozes. Foi assim na União Soviética, foi assim em Cuba, é assim na China, na Venezuela, na Nicarágua. Em questão de meses será assim no Chile, Colômbia e Argentina.

Porque o socialismo está baseado no autoritarismo – e onde há socialismo, não pode haver liberdade de imprensa. Simples assim.  

Foto de Eduardo Negrão

Eduardo Negrão

Consultor político e autor de "Terrorismo Global" e "México pecado ao sul do Rio Grande" ambos pela Scortecci Editora.


Fonte: Jornal da Cidade Online

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Contato : (84) 9 9151-0643

Contato : (84) 9 9151-0643