martins em pauta

Postagem em destaque

BRISANET A MELHOR INTERNET DO BRASIL

sábado, 11 de dezembro de 2021

Cláudia Leitte volta a ‘aglomerar” milhares em show no estado da petista Fátima Bezerra (veja o vídeo)

 Sábado, 11 de Dezembro de 2021

A cantora Cláudia Leitte segue em sua jornada ‘hipocrisia’ ao fazer o que bem entende enquanto diz aos outros o que eles não podem fazer.

Uma das principais interlocutoras do ‘fique em casa e a economia a gente vê depois’ e crítica de Bolsonaro, a quem acusa de negar a ciência, Leitte protagonizou nova aglomeração em show para milhares de fãs, desta vez em Natal, a capital do Rio Grande do Norte.

A apresentação foi no Carnatal, tradicional carnaval fora de época organizado em uma praça de eventos ao lado da Arena das Dunas.

Tudo com a anuência da governadora petista Fátima Bezerra, a mesma que se uniu a outros governadores nordestinos no escândalo dos quase 60 milhões de reais utilizados no ‘esquema dos respiradores que jamais foram entregues’.

O evento, aliás, ocorre desde a quinta-feira (9), e vai até este domingo (12), com a participação de vários grupos e cantores, entre eles, olhem só, Anitta e Daniela Mercury.

É a turminha do ‘ele não’, com a corda toda.

Será que alguém teve coragem de pegar o microfone e gritar “fique em casa e fora Bolsonaro genocida”?

Veja o vídeo:

  • Fonte: Jornal da Cidade Online

Governo Federal anuncia ajuda e libera saque do FGTS a atingidos por enchentes na Bahia e em Minas

Sábado, 11 de Dezembro de 2021

Foto: reprodução/G1

O governo federal anunciou neste sábado que foi montada uma “força-tarefa” de cinco ministérios para atuar nas cidades do sul da Bahia que foram atingidas por fortes chuvas nos úlitmos dias. Participam as pastas do Desenvolvimento Regional, da Cidadania, Saúde, Defesa e Mulher, da Família e dos Direitos Humanos.

Também atuam na região órgãos como o Departamento Nacional de Infraestrutura e Transporte (Dnit), a Polícia Rodoviária Federal (PRF) e a Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel).

Além disso, a Caixa Econômica federal anunciou que irá liberar o saque do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) por calamidade nas regiões da Bahia e também de Minas Gerais que foram atingidas pelas enchentes.

De acordo com o banco, a população poderá realizar o saque do FGTS de forma digital, sem necessidade de ir a uma agência, por meio do aplicativo FGTS, na opção Saque Digital.

Na sexta-feira, foi decretada situação de emergência 17 cidades da Bahia e em 31 cidades de Minas. Segundo o Ministério do Desenvolvimento Regional, a decisão foi tomada atendendo a pedido dos governos locais e serve para “acelerar as ações federais de resposta”.

Na Bahia, voluntários e moradores que se mobilizaram para ajudar vítimas da enchente reclamam da ineficiência do governo estadual no envio de equipamentos até os locais. Segundo eles, as aeronaves disponibilizadas estão paradas por falta de combustível. Até o momento, duas crianças e um adulto da mesma família morreram soterrados.

Em Minas, o Ministério do Desenvolvimento Regional informou que está em contato com a Defesa Civil local para auxiliar no socorro e na assistência às cidades afetadas.

O Globo

CHACINA: DOIS HOMENS E DUAS MULHERES SÃO EXECUTADOS A TIROS EM VIÇOSA DO CEARÁ

Sábado, 11 de Dezembro de 2021


Dois homens e duas mulheres foram executados a tiros na madrugada deste sábado (11) no bairro Santa Cecília em Viçosa do Ceará. O crime ocorreu no interior de um imóvel localizado na rua Manoel Pereira Barros.

De acordo com informações de populares, era por volta das 03h00 quando alguns indivíduos chegaram em um veículo e bateram na porta chamando por um dos moradores. Quando a porta foi aberta eles entraram no local e realizaram vários disparos. Na sequencia fugiram tomando rumo ignorado.

Entre as vítimas estavam mãe e filha, identificadas como Claudiana Olímpio da Silva, 49 anos e Priscila Márcia da Silva, 29 anos. As vítimas do sexo masculino foram identificadas como Carlos Henrique de Carvalho Passos, 29 anos e Luciano Francisco da Cunha, 20 anos.

Equipes da Força Tática e RAIO realizam nesse momento uma grande operação em toda região em busca de capturar os envolvidos no homicídio.

Com informações do Portal Ibiapaba 24 horas


Fonte: Sobral 24 Horas

Sérgio Moro: entre a angústia, o ego e a medicina

 Sábado, 11 de Dezembro de 2021



No exercício de magistrado em Curitiba, encarcerou o agora ex-presidiário, ainda que condenado, Luiz Inácio da Silva. Juristas renomados elogiaram a determinação de Moro em montar uma peça jurídica que fosse blindada, detalhista, sem falhas. Independente dos desdobramentos da Operação Lava-jato após a prisão de Lula, Sérgio Moro tornou-se uma esperança da retomada de credibilidade do Judiciário tupiniquim, instituição já com claras condutas abusivas.

Todavia, pouco se sabia sobre o reservado juiz e, naquela época, herói nacional. Era evidente, entretanto, que o destaque nas mídias, redes sociais e imaginário coletivo criou para o magistrado um capital político. Discutia-se não mais se ele seria escolhido para uma futura vaga ao STF, mas quando assumiria o assento e quais as mudanças na corte que traria.

Entretanto, as últimas eleições presidenciais trouxeram novas perspectivas, as quais permitiram a Moro que abandonasse a toga e assumisse seu próprio super-ministério.

No momento que aceitou Jair Messias Bolsonaro, Sérgio Moro criou, em algumas poucas cabeças, dúvidas. A principal delas, para mim, residia na motivação em aceitar a indicação e credibilizar o governo eleito. Idealismo, garantia de indicação ao STF ou algo além?

Hoje, esse "algo além", aos olhos deste escritor, é evidente: a angústia do ostracismo, do eclipsar de sua imagem, do esquecimento. O movimento mostrou que de política o juiz pouco entende. Vaidoso, os holofotes faziam-lhe falta.

Novamente, mostrou seu potencial com as reformas e planos propostos no difícil Legislativo. Era, provou que nada entende do processo de articulação política. A maior parte de suas demandas, inclusive a grande reforma prometida, foram rechaçadas no Congresso, onde não conseguiu qualquer apoio substancial fora da base de governo, a qual também resistência na intransigência e incapacidade de diálogo do super-ministro.

Moro levou certo tempo, mas começou a entender que o processo político é muito mais complexo quando não se tem a toga e o martelo. Não obstante, tomou decisões avessas ao programa do governo eleito que fazia parte, incapaz de aceitar a hierarquia do Executivo. De herói e trunfo político, Sérgio Moro passou a ser um grande estorvo. Mais de uma vez, emitiu opiniões controversas, as quais municiaram a oposição legislativa e que criaram ansiedade e preocupação no Planalto sobre a lealdade e respeito com o governo federal e o projeto reformista, o qual avalizou o abandono Judiciário, principalmente na troca de comando da Polícia Federal.

Pouco depois, sua personalidade egocêntrica emergiu no episódio da gravação pueril de uma reunião ministerial. Seja lá qual foi o plano do ministro naquela ocasião, o resultado foi o burburinho midiático de pautas rasas. Tornou-se perceptível que o ex-juiz, em uma manobra lamentável, tentou vitimizar-se perante o Planalto e, consequentemente, provocar o inevitável divórcio com o projeto federal do qual foi signatário.

Capa de revistas e colunista, celebridade de veículos de comunicação, sentiu-se novamente o prodígio que julgava ser e que havia sido ofuscado na pasta que assumiu. Todavia, Sérgio Moro permaneceu com sua enfadonha oratória, discursos presunçosos e arrogante nas suas apresentações. Os áudios vazados com Deltan Dallagnol tornaram o super-herói em um problema jurídico que poderia comprometer toda a Lava-jato. Novamente, seu nome perdeu popularidade.

Todavia, Renata Abreu, presidente nacional do Podemos, apostou e oficializou Sérgio Moro como candidato ao Planalto em 2022. Convicto, o herói da Lava-jato acredita piamente que detém soluções e respostas. Afinal, a opinião pública, o brasileiro, celebrou suas convicções e ações. Tem consciência, pelas ações narradas acima, que inviabilizou o antes certo assento no Supremo Tribunal Federal. Faz-me lembrar de um excerto do existencialista francês Jean-Paul Sartre:

"Não somos aquilo que fizeram de nós, mas o que fazemos com o que fizeram de nós”.

O agora presidenciável poderia, na contramão de sua vaidade impaciente, ser um proeminente e histórico ministro do descarrilhado Judiciário brasileiro. Refém do mal de Narciso, porém, tomou outro caminho.

Na perspectiva do partido e de seus colaboradores milionários, principalmente os paranaenses, estava lançada a terceira via. Preparou-se para isso. Mudou seus maneirismos, fez coach, oratória e fonoaudiologia. Continua imponente, mas sua prepotência e presunção permanecem.

Que foi um excelente magistrado é inconteste, mas é péssimo político. O lançamento de sua candidatura dá tempo e recursos aos seus adversários, além de ser uma notícia desidratada já em janeiro. Fecha portas para composições e articulações. Precipitado.

Nas últimas eleições municipais, em Ribeirão Preto, São Paulo, questionei Duarte Nogueira (PSDB) -deputado líder da oposição ao longo do governo Dilma, hoje prefeito reeleito e com uma grande e respeitada atuação política- qual o motivo da demora em anunciar sua candidatura à reeleição. Filho de um dos marcantes prefeitos do município (e trilha os passos paternos) Duarte prontamente retomou um ensinamento de seu pai: "a política é uma atividade humana extremamente afrodisíaca, portanto não funciona com quem tem ejaculação precoce".

Paciência e inteligência política nunca foram virtudes do agora presidenciável do Podemos. É lançado ao pleito para a disputa do quarto lugar. Como alguns outros aspirantes aos governos estaduais e federal, é urgente uma visita a um urologista político.

Marcos Paulo Candeloro. Historiador (USP) e Cientista Político (Columbia).


Fonte: Jornal da Cidade Online

Bolsonaro cobra togados e fala em "respeito à Constituição" (veja o vídeo)

 Sábado, 11 de Dezembro de 2021

O presidente Jair Messias Bolsonaro voltou a criticar os "excessos jurídicos" do Poder Judiciário.

Bolsonaro afirmou que ninguém pode interpretar a Constituição a seu bel prazer e que ninguém pode privar a liberdade de outrem, sem forte embasamento legal.

O presidente também disse que não quer se imiscuir em assuntos que não lhe dizem respeito, mas que defender a Constituição é um dos seus deveres como Chefe do Executivo.

Confira:

  • Fonte: Jornal da Cidade Online

Adversário político de Aziz no AM, deputado faz desafio constrangedor a senador (veja o vídeo)

 Sábado, 11 de Dezembro de 2021

O deputado estadual Fausto Jr. (MDB-AM) fez um desafio que pode deixar o senador Omar Aziz (PSD-AM) em uma situação constrangedora.

Fausto, que foi o relator de uma CPI que investigou casos de corrupção e de desvios de gestão no estado do Amazonas, em 2020, se tornou um combativo adversário de Omar Aziz. A relação ficou ainda mais acirrada após depoimento concedido à CPI da Covid, presidida por Aziz, no Senado Federal.

Na época, o deputado apresentou sérias denúncias contra o político conterrâneo e os dois discutiram publicamente. Dias depois Fausto afirmou em suas redes sociais que “Omar era corrupto” e divulgou informações do relatório da Polícia Federal, que desencadeou a operação Maus Caminhos, na qual Omar é apontado como participante de um esquema de desvios que podem chegar a R$ 250 milhões na Saúde do Amazonas.

Processado por danos morais, Fausto Jr. foi sentenciado a uma pena pecuniária de R$ 80 mil, por uma juíza da 9ª. Vara Cível do Amazonas, situação que levou ao desafio, nesta quinta-feira (9), durante entrevista coletiva.

“Desafio o senador Omar Aziz a provar que não é investigado pela Polícia Federal e que não está ligado aos escândalos de corrupção na Saúde do Amazonas”, afirmou o parlamentar.

Mas Fausto foi além e tornou o desafio ainda mais impactante ao afirmar que aceita não recorrer da sentença e pagar a indenização imediatamente se Aziz doar o dinheiro ao Instituto de Assistência à Criança e ao Adolescente (Iacas), que cuida de vítimas de abuso sexual.

“Não vejo problema em pagar a indenização, porém o dinheiro não deve ir para o bolso do senador, e sim doado a uma instituição que cuida de crianças vítimas de violência sexual”, propôs Fausto.

A ‘escolha’ do adversário de Aziz não foi à toa. Isso porque a Operação Maus Caminhos, criada originalmente para investigar os crimes de desvios de dinheiro público na saúde do Amazonas, acabou gerando novas operações e encontrando outros crimes, como o de exploração sexual de menores no estado, no qual o nome do senador é citado diversas vezes no relatório da Polícia Federal.

O caso foi objeto de uma CPI no senado, em que o nome de Omar Aziz acabou sendo retirado apenas na votação final do texto do relatório, já no apagar das luzes, salvo por colegas de bancada.

Fausto Jr., entretanto, promete não recuar, disse que o povo do Amazonas está cansado da “velha política”, comandada por pessoas que acham que podem ‘calar a todos’.

Não vou me intimidar com Omar. Vou pra cima”

Mas o que aguardamos, por agora, é a resposta do senador. Aceita fazer a doação Aziz? Talvez, pessoalmente!

Veja o vídeo:

  • Fonte: Jornal da Cidade Online

Michelle e Bolsonaro recebem crianças em uma emocionante Cantata de Natal (veja o vídeo)

Sábado, 11 de Dezembro de 2021

O clima de Natal chegou definitivamente em Brasília, com o presidente Jair Bolsonaro e a primeira-dama como anfitriões de uma lindíssima e emocionante Cantata realizada no Palácio do Planalto, na manhã desta sexta-feira (10).

A ‘cerimônia’, que contou com várias apresentações e uma encenação do nascimento de Jesus, foi acompanhado por servidores, ministros e crianças atendidas por uma associação do Distrito Federal.

“Tenho certeza que quando se busca fazer o bem ao próximo, quando se busca perdoar, nós atingiremos o nosso objetivo e faremos esses pequeninos felizes para enfrentar o futuro”, disse Bolsonaro, com uma criança no colo e um final inesperado

De extremo bom-humor, o presidente ainda ganhou uma declaração de amor de Michelle.

Veja no vídeo:

  • Fonte: Jornal da Cidade Online

AO VIVO: O fim da pandemia? / Ataque hacker ao Ministério da Saúde / Moraes denunciado na OEA (veja o vídeo)

 Sábado, 11 de Dezembro de 2021




E o banco de investimento norte-americano JPMorgan previu que 2022 será o ano que marcará o fim da pandemia e haverá uma recuperação econômica global completa. Será?

O site do Ministério da Saúde sofreu um ataque hacker durante a última madrugada e saiu do ar. Mas, há ministro por aí jurando que os sistemas são seguros...

Termine o dia bem informado com o Jornal da Noite! Assista, compartilhe, contribua para que o Jornal da Cidade Online continue a ser a sua voz.

  • Fonte: Jornal da Cidade Online

Bolsonaro e Gilson Machado comemoram anúncio de forró como Patrimônio Cultural do Brasil

 Sábado, 11 de Dezembro de 2021

O presidente Jair Bolsonaro e o ministro do turismo, Gilson Machado, se uniram em um vídeo publicado nas redes, no qual comemoraram o anúncio do forró como Patrimônio Cultural do Brasil.

A decisão, unânime, foi durante reunião extraordinária nesta quinta-feira (9), do Conselho Consultivo do Patrimônio Cultural do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan), formado por representantes de instituições públicas, privadas e da sociedade civil.

O forró também foi eleito como um supergênero musical, por reunir ritmos nordestinos, entre eles, o xote, xaxado, baião, chamego, a quadrilha, o arrasta-pé e o pé-de-serra.

O pedido de registro para tornar o forró patrimônio cultural foi feito em 2011 pela Associação Cultural Balaio do Nordeste, do estado da Paraíba e relatado pela conselheira Maria Cecília Londres. Nos últimos dez anos, em parceria com comunidades detentoras, foi realizada a descrição detalhada das matrizes tradicionais com registro documental e audiovisual.

Segundo o ministro do Turismo, Gilson Machado, com o registro “finalmente o forró está dentro do calendário das políticas públicas e culturais do Brasil.”

Veja o vídeo:

  • Fonte: Jornal da Cidade Online

Malha ferroviária do país pode ganhar mais 2,5 mil quilômetros e R$ 29,8 bilhões em investimentos

 Sábado, 11 de Dezembro de 2021

Foto: Tina Coelho / Ministério da Infraestrutura

Depois de assinar contratos para a construção de 3,5 mil quilômetros de ferrovias pela iniciativa privada, o Ministério da Infraestrutura analisa agora pedidos para tirar do papel 2,5 mil quilômetros de novos trilhos, a um valor estimado de investimento de R$ 29,8 bilhões. São oito estradas de ferro que já foram consideradas viáveis pela Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) e dependem agora apenas de um aval da Secretaria Transportes Terrestres da pasta.

Da década de 1990, quando o governo Fernando Henrique privatizou a Rede Ferroviária Federal S.A. (RFFSA), até agora apenas cerca de 1,5 mil quilômetros de ferrovias foram construídos, embora o setor privado tenha atuado na manutenção e operação de ativos já existentes.

A expansão do modal ferroviário esperada pelo governo é decorrente da criação de um modelo de autorização para o setor, com menos amarras e mais facilidade de entrada de novas empresas. Atualmente, as ferrovias do país são construídas por concessão. Nesses casos, há um leilão para definir a obrigação de investimentos.

No modelo de autorização, criado por meio de uma medida provisória (MP) e ainda em discussão no Congresso, as empresas fazem os estudos e se comprometem a investir para construir do zero a sua ferrovia. Os contratos assinados com o Executivo preveem que as ferrovias precisam entrar em operação em dez anos.

Hoje, de tudo que é transportado no país, as ferrovias respondem por cerca de 20%. A expectativa é que, em um horizonte de até dez anos, esse número suba para até 35%.

Um dos setores que mais defendem os projetos de construção de ferrovias é o agronegócio, que prevê redução de custos de frete e mais agilidade com o modelo. Coordenadora de assuntos estratégicos da Confederação Nacional de Agricultura (CNA), Elisangela Pereira Lopes afirma que apenas 20% do que é movimentado por esse modal no Brasil são de produtos do agro — outros 75% são de minérios de ferro:

— Há uma necessidade de ferrovias porque o modal ferroviário é de grande escala. Enquanto se carrega no caminhão de 35 a 40 toneladas de grãos, numa composição ferroviária isso pode chegar a 16 mil toneladas. A rodovia continua exercendo seu papel, que é chegar na porteira. Defendemos a intermodalidade, a interação entre mais de um meio de transporte.

O modelo de concessão continua existindo para permitir, por exemplo, projetos estruturantes. Está previsto para o ano que vem o leilão da Ferrogrão, que conectará a região produtora de grãos do Centro-Oeste ao Pará, desembocando no Porto de Miritituba. O valor do investimento é de R$ 25,2 bilhões, em uma concessão de 69 anos, e o agro estima uma redução de até 40% no preço do frete.

Marcos Kleber Felix, assessor especial do Ministério da Infraestrutura, afirma que a malha ferroviária do país praticamente parou de crescer há um século. Hoje, as ferrovias somam cerca de 30 mil quilômetros, dos quais apenas 10 mil são usados com frequência:

— Se tudo der certo, e essa espiral de autorizações não parar de crescer, a gente acredita que o equilíbrio pode acontecer em 25 anos, com a malha sendo dobrada para 60 mil quilômetros.

O Globo

OPINIÃO DOS LEITORES

  1. Essas ferrovias ajudam demais no desenvolvimento do país e já para estar prontas desde os outros governos , mas Lularápio foi financiar a construção de um porto em Cuba e nos deixou a ver navios.

  2. O Brasil está décadas atrasado na construção de ferrovias… E esses 2,5 mil km de novas ferrovias deve demorar uns séculos pra serem concluídas, e olhe lá se serão mesmo! Brasil eh o pais do futuro de um futuro que nunca chega…

    1. Demora mais ainda se botarem no governo um chavista feito Lula. Ninguém vai querer investir a longo prazo, com medo de um arroubo estatizante (como o feito com toda a base de infra da Venezuela).

Grupo de corrida de rua é assaltado no Tirol

 Sábado, 11 de Dezembro de 2021

Foto: cedida

Integrantes do grupo de corrida de rua ‘Sábado Runner’ foram vítimas de um assalto na manhã deste sábado (11), nas proximidades da Câmara Municipal de Natal, no cruzamento da Av. Campos Sales com a rua Jundiaí, no bairro do Tirol.

Um homem de camiseta verde e bermuda que estava em uma moto abordou o grupo, anunciou o assalto e levou vários pertences.


Fonte: Blog do BG

OPINIÃO DOS LEITORES

  1. Mais um dia atípico na insegurança pública do RN. Tá na hora de solicitar a força nacional e trocar esses gestores incompetentes da insegurança pública do RN.

A estratégia de Carlos Eduardo de ser candidato a senador de Fátima deu ruim

 Sábado, 11 de Dezembro de 2021

Foto: Elpídio Júnior/CMN

O oportunista ex-prefeito de Natal Carlos Eduardo Alves (PDT) intensificou nessa semana sua estratégia para se aproximar da Governadora Fátima (PT). Mas os encontros provocados por ele com pessoas ligadas a governadora provocaram o efeito contrário, o atual Senador e também petista Jean Paul que vinha se comportando de maneira discreta ganhou apoio de políticos e lideranças do partido dos trabalhadores para disputador a reeleição.

A Deputada Federal Natália Bonavides, os deputados estaduais do partido Isolda e Francisco do PT, e também vereadores do partido, além de lideranças como Mineiro reforçaram ontem em eventos que preferem o nome do senador Jean Paul ao de Carlos Eduardo e da necessidade de manter a cadeira do senado com o partido.
Parece que Carlos foi com muita sede ao pote e causou desconforto dentro do PT, agora é esperar para ver como tudo vai se desenrolar. Lembrando que pesquisa recente reforça que além das lideranças do partido, os eleitores dos dois políticos também não aprovam essa aliança, resta saber como Fátima vai resolver a parada.


Fonte: Blog do BG

OPINIÃO DOS LEITORES

  1. Carlos Eduardo perdeu muitos eleitores com essa traição para os que não acompanham o PT…
    Que venha Ezequiel para o Governo , aí o caldo engrossa.

  2. Pq dizem reeleição do forasteiro francês? O cara nunca foi eleito pelo RN, entrou de gaiato no navio, e até agora não mostrou pq tá lá. Igual aos outros senadores. KD o prende bebum?

  3. Esse tem que continuar aposentado.
    Ele Garibaldi, Henrique, e valter tem que perder.
    Chega de Alves, chega de PT.
    Pra governo, aí vem o Aroudão.

  4. Só um menino buchudo para acreditar que os PTralhas do RN iriam ceder essa boquinha para Carlos Eduardo, mesmo sabendo que esse atual senador deles que é mais fraco do que caldo de batata não se elege nem para síndico do condomínio que ele mora.

  5. Perdi meu voto em 2018 quando votei em Carlos Eduardo, agora ele perdeu o meu voto até para síndico, mesmo que ele não seja candidato com Fátima ele perdeu meu voto por ser froxo, não ter coragem de lutar contra quem ele ja perdeu, se ele sair candidato a governador também não votarei mais nele, enfim perdeu meu voto pra tudo, #Carloseduardofroxo

  6. Gente, ha outras opções. Chega de forateiros incompetentes para governar esse RN. So para sugar o povo do RN? A gov é uma tragédia. Não fez absolutamente nada. Digam algo que ela fez, eu desafio…

  7. É melhor colocar o Jean mesmo, na melhor das hipótese, tiramos mais um atraso petista do congresso.

  8. Onde Tata Alves chegou?. Ajoelhado à Fatima , implorando uma aproximação. Tenha vergonha Cabra. Mais políticos são todos farinha do mesmo saco , e ainda querem que o eleitor aceite. O pior é que nós eleitores já tiramos Alves, Maia, Melo etc: . E os que entram tem demonstrado serem piores dos que os que saíram. Com pequenas exceções.

    1. Aprendeu com o ex-presidiário que agora anda de mãos dadas com o “picolé de chuchu” ( Alquimia)

    1. Kkkk o bicho vai pegar agora quero ver pra onde Carlos Eduardo vai querer ser e outra coisa as vezes não combina com os eleitores só com as lideranças o povo não e gado não

    2. Carlos Eduardo não precisava passar essa vergonha, se humilhar ao PT,agora fica difícil o eleitor acreditar nele.

Contato : (84) 9604-4055

Contato : (84) 9604-4055