martins em pauta

Postagem em destaque

BRISANET A MELHOR INTERNET DO BRASIL

sábado, 22 de maio de 2021

Senador “DPVAT” demonstra despreparo e desrespeito ao ignorar a patente do General Eduardo Pazuello (veja o vídeo)

 Domingo, 23 de Maio de 2021

Truculento, mal educado e extremamente deselegante. Assim foi o comportamento do senador Randolfe Rodrigues, quando inquiriu o General Eduardo Pazuello, na famigerada CPI da Covid, mais conhecida como “CPI dos horrores”.

De fato, uma lástima o desempenho de Randolfe.

Num ambiente como o Senado Federal, seria natural e necessário o respeito ao cargo e a posição das pessoas, mormente de uma testemunha que já foi ministro da saúde.

Ademais, Eduardo Pazuello é um general do exército, homem respeitado e dono de uma carreira exemplar.

Inadmissível que tenha sido tratado pelo suspeitíssimo senador Randolfe Rodrigues como “seu Eduardo”, numa clara tentativa de diminuí-lo, ignorando a sua elevada patente.

Veja o vídeo:

Ao final, Randolfe ainda pediu a quebra dos sigilos telefônico, fiscal, bancário e telemático do general Eduardo Pazuello, caracterizando a mais completa inversão de valores.

Fonte: Jornal da Cidade Online

FHC põe o PSDB de joelhos e mostra o quanto Leite, Tasso e Doria lhe são insignificantes

Sábado, 22 de Maio de 2021

A aparição de FHC, ao lado do bandido quadrilheiro, foi repudiada até por quem não tem moral para sair na rua.

Atitude do ex-presidente tucano causou um verdadeiro estrago na imagem do partido e mostra o quanto os seus presidenciáveis são insignificantes.

Olha só quem apareceu!

O deputado federal Aécio Neves (PSDB-MG) mostrou irritação com o encontro entre o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso e o ex-presidiário Lula da Silva

veja no link:

https://www.jornaldacidadeonline.com.br/noticias/29778/a-equottramaequot-esta-armada-lula-e-fhc-se-reunem-para-atacar-bolsonaro

Assim como o próprio partido, que já havia emitido uma nota oficial criticando a reunião, Aécio disse que essa “associação” só serve pra enfraquecer a tentativa da sigla lançar uma candidatura própria à presidência em 2022.

E o fato da crítica vir de um político desacreditado em seu estado, derrotado na disputa presidencial de 2014 pela candidata “marionete do próprio Lula”, e denunciado pelo Ministério Público por crime de peculato, corrupção e lavagem dinheiro, mostra que FHC acaba de se colocar à margem do PSDB, correndo o risco até mesmo de expulsão.

Já dá pra imaginar o desespero de Tasso Jereissati e do governador “calça apertada”, João Dória, vendo a figura mais ilustre de sua própria legenda jogar por terra o sonho de um dia ocupar o Palácio do Planalto.

É a velha, a nova e a falsa esquerda trocando as pernas e tropeçando, enquanto busca uma solução para a missão impossível de derrubar Bolsonaro em 2022.

A primeira vítima é o PSDB, de joelhos e pronto para ir a nocaute.


Fonte: Jornal da Cidade Online

Mesmo com pandemia, arrecadação bate recorde em abril e Guedes comemora (veja o vídeo)

 Sábado, 22 de |Maio de 2021

Em abril, a arrecadação federal teve o melhor desempenho dos últimos 26 anos. Foram quase R$157 bilhões, um aumento de 45%, em relação a abril de 2020, ano pandêmico. Para o ministro Paulo Guedes, os dados confirmam a trajetória de recuperação da economia e a capacidade de adaptação dos empresários brasileiros.

“O recorde histórico de arrecadação com crescimento real. São os brasileiros que estão lutando pra manter os ‘sinais vitais’ da economia e mais do que isso: a economia já se reativando”, afirmou o ministro da Economia. 
De acordo com a Receita Federal, o aumento se deve à cobrança do PIS/Cofins sobre as importações, interrompidas por conta da pandemia da Covid-19, em 2020. Além de alta arrecadação obtida com Imposto de Renda de Pessoas Jurídicas e com a contribuição social sobre o lucro líquido das empresas.

Confira o vídeo:

46% não sabem em quem votar para presidente no primeiro turno em 2022, mostra pesquisa EXAME/IDEIA

Sábado, 22 de Maio de 2021

Foto: Sérgio Lima/Poder360 – 20.ago.2018

Caso a eleição presidencial fosse hoje, 46% dos brasileiros não saberiam em quem votar no primeiro turno, considerando a pesquisa espontânea, em que os nomes dos candidatos não são apresentados previamente aos eleitores. A soma de intenção de votos de todos os candidatos citados é de 47%. Brancos e nulos são 7%.

O índice de pessoas que ainda não escolheram um candidato é maior na região Sudeste, com 51%, e nas classes A e B, com 52%. A região Centro-Oeste é a que está menos indecisa, com 34% dos eleitores que ainda não sabem em quem votar, e entre aqueles que são praticantes de religiões não cristãs, com 36%.

As pesquisas espontâneas trazem informações valiosas aos postulantes à corrida eleitoral presidencial. Se por um lado esse tipo de levantamento mostra a parcela de eleitores órfãos, ele também indica os votos mais fiéis e que, dificilmente, devem mudar ao longo do tempo. Nessa rodada da pesquisa espontânea, o ex-presidente Lula tem 19% do eleitorado, enquanto o atual presidente Jair Bolsonaro soma 17% das intenções de voto.

Os dados são da mais recente pesquisa EXAME/IDEIA, projeto que une Exame Invest PRO, braço de análise de investimentos da EXAME, e o IDEIA, instituto de pesquisa especializado em opinião pública. O levantamento ouviu 1.200 pessoas entre os dias 19 e 20 de maio. As entrevistas foram feitas por telefone, com ligações tanto para fixos residenciais quanto para celulares.

Exame

Natal vai vacinar todas as pessoas que estão com a Coronavac em atraso

 Sábado, 22 de Maio de 2021

Natal avança na imunização da segunda dose da Coronavac, e neste domingo(23), a Prefeitura do Natal vai vacinar as pessoas que receberam a primeira dose deste imunizante até o dia 08 de abril.

Entre 8h e meio-dia, a vacinação será exclusiva para este público, e a partir das 12h até às 16h poderão também ser vacinadas as pessoas com comorbidades a partir dos 18 anos, grávidas e puérperas com comorbidades de qualquer idade, pessoas com deficiência permanente (PCD) também a partir de 18 anos que recebem o Benefício de Prestação Continuada (BCP) ou pessoa com deficiência permanente a partir de 18 anos com alguma das comorbidades listadas no Programa Nacional de Operacionalização (PNO).

Os locais que atenderão serão os drives Via Direta, UNP da Roberto Freire, OAB, Ginásio Nélio Dias, e todos contam com pontos de pedestres.

Para receber a D2 é necessário apresentar o cartão de vacinação, comprovante de residência de Natal e documento com foto.

“Cada drive de vacinação vai receber no domingo, 500 doses do imunizante Coronavac. O público do dia 08 de abril representa um quantitativo de 1.800 pessoas, já a SMS considerando a perda técnica dos frascos desse imunizante vai destinar ao todo um quantitativo de 2 mil doses”, disse George Antunes, Secretário de Saúde de Natal.

A partir do meio dia os pontos de vacinação também estarão vacinando as pessoas com comorbidades com idade a partir de 18 anos, grávidas e puérperas com comorbidades de qualquer idade, pessoas com deficiência permanente (PCD) também a partir de 18 anos que recebem o Benefício de Prestação Continuada (BCP) ou pessoa com deficiência permanente a partir de 18 anos com alguma das comorbidades listadas no Programa Nacional de Operacionalização (PNO).

Segunda (24)

Na segunda-feira (24), a SMS Natal completa o esquema vacinal do imunizante Coronavac e irá vacinar todas as pessoas que receberam a primeira dose a partir do dia 09 de abril.

O turno da manhã será destinado exclusivamente para o público que está com a D2 da Coronavac em atraso, além dos cinco pontos de drive , cinco UBS, uma por distrito sanitário ( Pajuçara, Panatis, Candelária, Nazaré e São João), estarão aplicando a D2 da Coronavac.

As outras 30 UBS que realizam vacinação contra Covid 19, estarão funcionando vacinando o público da fase 2 do Plano Nacional de Operacionalização (PNO).


Fonte: Blog do BG

RN tem 63 pacientes com Covid-19 na fila por UTI

 Sábado, 22 de Maio de 2021

O Rio Grande do Norte registrou início da tarde deste sábado (22) oitenta e um (81) pacientes com Covid-19 com perfil de leito de UTI, de acordo com o portal Regula RN, que monitora em tempo real a ocupação de leitos públicos no estado. O levantamento foi feito às 12h50.

Diante do número de leitos disponíveis (18), o número de pacientes em espera até a publicação desse post, com a devida subtração de números, registra 63 pessoas na fila por leitos críticos. A maioria dos pacientes em espera da Região Oeste.


Fonte: Blog do BG

Ministro da Saúde diz que “não está vislumbrando” 3ª onda de covid no país

Sábado, 22 de Maio de 2021

Foto: Sérgio Lima/Poder360

O ministro Marcelo Queiroga afirmou nesta sexta-feira (21) que não espera neste momento a chegada de uma 3ª onda de covid-19 no país.

“Sempre se questiona sobre uma 3ª onda. Estamos numa pandemia, já tivemos a 1ª onda, estamos reduzindo os óbitos nesta 2ª onda, e todos temos que estar vigilantes a uma possível 3ª onda, mas não estamos vislumbrando isso nesse momento. E a maneira adequada de ser evitar a terceira onda é avançar na campanha de vacinação, e é isso que estamos fazendo”, declarou.

O médico disse, porém, que alguns Estados já estão observando alta na pressão sob o sistema de saúde e que o ministério está se preparando para oferecer os suprimentos necessários.

“Alguns Estados e municípios já identificaram uma pressão sobre o sistema de saúde. […] Oxigênio também é algo que sempre preocupa. A White Martins importou 14 carretas, e isso vai fortalecer a distribuição desse insumo estratégico caso haja nova pressão sobre sistema de saúde do Brasil”, afirmou.

O ministro também afirmou que o aval da Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) a novas vacinas deve auxiliar no avanço da imunização. “A Covaxin também pediu, no passado, o registro da vacina, e é possível que a Anvisa se manifesta acerca da Covaxin e assim teríamos o reforço de 20 milhões de doses contratadas”, pontuou.

Queiroga também comentou a identificação de pessoas infectadas pela cepa de origem indiana no Maranhão. “Ontem [5ª feira] falei logo cedo com o senhor Carlos Lula, secretário de Saúde do Maranhão, que tem trabalhado em parceria com a secretária de Vigilância em Saúde. Esses casos estão isolados e esperamos que haja uma contenção adequada para que essa variante não progrida no país”, disse.

Ele citou que já “há dados” que indicam sensibilidade da vacina da Pfizer a esta variante.

Poder 360

RN tem 72 municípios em zona de risco para taxa de transmissibilidade da covid-19

Sábado, 22 de Maio de 2021

Imagem: reprodução/LAIS/UFRN

O Rio Grande do Norte tem 72 municípios em risco para a taxa de transmissibilidade [R(t)] da covid-19, com valor maior que 1,03 e menor ou igual a 2,00. Há duas semanas, no dia 9 de maio, o número de cidades nessas condições era de 57, o que indica uma piora nas condições da pandemia no estado.

Por outro lado, no dia 9, eram três municípios com a taxa R(t) acima de 2,00. Neste sábado (22), nenhum está nessa condição. O estado ainda tem 9 municípios em zona neutra e 86 na zona segura, o que representa a maior parte do RN.

De acordo com o Lais, a taxa de transmissibilidade é um indicador importante para analisar a pandemia do coronavírus. No entanto, o laboratório destaca que os dados não podem ser utilizados separadamente. “É preciso considerar outros indicadores nas avaliações dos contextos epidemiológicos”, apontou.

Confira os dados em todos os municípios do RN, separados por zonas:

Zona de perigo (taxa maior que 2,00)

Zona de risco (taxa maior que 1,03 a menor ou igual a 2,00)

Riacho da Cruz 2,00
Francisco Dantas 1,85
Santa Maria 1,79
Lajes Pintadas 1,67
Taboleiro Grande 1,64
Porto do Mangue 1,60
José da Penha 1,58
Lucrécia 1,52
São José do Seridó 1,48
Umarizal 1,46
Acari 1,44
Pau dos Ferros 1,42
São João do Sabugi 1,40
Equador 1,37
Lagoa Nova 1,35
Jardim de Piranhas 1,32
São Pedro 1,32
Guamaré 1,31
Serra do Mel 1,31
São Francisco do Oeste 1,30
Campo Redondo 1,29
Currais Novos 1,29
São José do Campestre 1,27
Jandaíra 1,26
Bom Jesus 1,25
João Dias 1,25
Lagoa de Velhos 1,23
Pedra Preta 1,23
Encanto 1,22
Lajes 1,21
Rafael Fernandes 1,21
Frutuoso Gomes 1,20
Viçosa 1,20
Almino Afonso 1,19
Augusto Severo 1,19
Caicó 1,19
Ipanguaçu 1,19
Serra Negra do Norte 1,19
Monte Alegre 1,18
Nísia Floresta 1,17
Ouro Branco 1,17
Rio do Fogo 1,17
São Rafael 1,17
Assú 1,16
Apodi 1,16
Galinhos 1,16
Rodolfo Fernandes 1,16
Senador Georgino Avelino 1,15
Venha-ver 1,14
São Vicente 1,13
Goianinha 1,12
Ceará-Mirim 1,11
Jucurutu 1,11
Natal 1,11
Pedra Grande 1,11
São José de Mipibu 1,11
Tibau 1,10
Baraúna 1,09
Felipe Guerra 1,09
Taipu 1,09
Caraúbas 1,08
Carnaubais 1,07
Ipueira 1,07
Parnamirim 1,07
Triunfo Potiguar 1,07
Paraú 1,06
São Gonçalo do Amarante 1,06
Água Nova 1,05
Luís Gomes 1,05
Parelhas 1,05
Pureza 1,05
Santa Cruz 1,04

Zona neutra (Maior que 1,00 a menor ou igual a 1,03)

Lagoa Salgada 1,03
Marcelino Vieira 1,03
Angicos 1,02
Areia Branca 1,02
Lagoa d’Anta 1,02
Brejinho 1,01
Carnaúba dos Dantas 1,01
Itaú 1,01
São Miguel 1,01

Zona segura (igual ou menor a 1,00)

Alto do Rodrigues 1,00
Lagoa de Pedras 1,00
Mossoró 1,00
Macau 0,997
Extremoz 0,98
Macaíba 0,98
Major Sales 0,98
Martins 0,98
Itajá 0,97
Janduís 0,96
Tangará 0,96
Jundiá 0,95
Governador Dix-Sept Rosado 0,94
Poço Branco 0,94
Santana do Matos 0,94
São Tomé 0,94
Senador Elói de Souza 0,94
Serra Caiada 0,94
Tibau do Sul 0,94
Grossos 0,93
Severiano Melo 0,92
Antônio Martins 0,91
Caiçara do Norte 0,91
Pendências 0,91
São Bento do Trairi 0,91
Upanema 0,91
Bodó 0,90
Florânia 0,90
Messias Targino 0,90
Rafael Godeiro 0,90
Serrinha 0,90
Japi 0,89
São Fernando 0,89
Serra de São Bento 0,89
Passa e Fica 0,88
Arez 0,87
Barcelona 0,87
Fernando Pedroza 0,87
Ruy Barbosa 0,87
São Paulo do Potengi 0,87
Vera Cruz 0,87
Afonso Bezerra 0,85
Canguaretama 0,85
Alexandria 0,84
Olho d’Água do Borges 0,84
Portalegre 0,84
Baía Formosa 0,83
Januário Cicco 0,83
Caiçara do Rio do Vento 0,81
Espírito Santo 0,81
Coronel João Pessoa 0,80
Nova Cruz 0,80
Parazinho 0,80
São Miguel do Gostoso 0,80
Patu 0,78
Touros 0,78
Passagem 0,77
Serrinha dos Pintos 0,76
Montanhas 0,75
Sítio Novo 0,75
Tenente Ananias 0,74
Jardim do Seridó 0,73
Tenente Laurentino Cruz 0,73
Riachuelo 0,72
Bento Fernandes 0,71
Paraná 0,71
Várzea 0,69
Pedro Velho 0,67
Cerro Corá 0,63
Ielmo Marinho 0,62
Jaçanã 0,62
João Câmara 0,61
São Bento do Norte 0,61
Timbaúba dos Batistas 0,61
Cruzeta 0,60
Doutor Severiano 0,54
Maxaranguape 0,54
Coronel Ezequiel 0,53
Vila Flor 0,53
Pedro Avelino 0,48
Riacho de Santana 0,48
Jardim de Angicos 0,45
Pilões 0,38
Monte das Gameleiras 0,21

OPINIÃO DOS LEITORES

  1. Saudades da campanha eleitoral, não tinha nada disso, nem pandemia, era todo mundo se abraçando com seus ídolos candidato. Pra promover esses atos jamais poderia ser classificados de GENOCIDAS, eram nossos heróis

  2. Culpa da Governadora Fátima Bezerra, que com sua arrogância e incompetência não consegue fazer uma política de enfrentamento ao Covid. O Governo Federal , vem fazendo a parte que lhe cabe, falta gestão Estadual e Municipal.

Estudo financiado pelo Governo Federal encontra 7,6 milhões de erros em listas de vacinados no país

 Sábado, 22 de Maio de 2021

Foto: REUTERS/CAGLA GURDOGAN/FILE PHOTO

Um estudo do projeto ModCovid19, formado por um pool de universidades do país e financiado pelo Instituto Serrapilheira e pelo Ministério da Ciência e Tecnologia, encontrou 7,6 milhões de erros no cadastro de vacinados por covid-19 no Brasil.

Até sexta-feira (21), de acordo com dados oficiais do vacinômetro do Ministério da Saúde, abastecido pelos municípios, 55.960.152 pessoas haviam tomado ao menos uma dose de imunizantes contra a covid-19. O estudo reduz essa quantidade a 48.391.538, ou 7,57 milhão a menos (13,5% de diferença).

De acordo com o professor Krerley Oliveira, coordenador do Laboratório de Estatística e Ciência dos Dados da UFAL (Universidada Federal de Alagoas), membro do ModCovid19 e do Observatório Covid BR, ocorreram inúmeros erros no cadastro ou na transferência de dados do sistema que não permitem considerar essas aplicações.

“Quando você olha os dados oficiais, há centenas de milhares de registros duplicados nos quais todos os dados do morador coincidem. E inúmeras outras incongruências, como segunda dose dada antes da primeira ou pacientes que se vacinaram contra a covid antes até de aparecer a pandemia”, diz o pesquisador.

Ele conta que os erros não se restringem a uma data específica, o que poderia ser justificado por um apagão ou problema técnico, e também não está concentrado em determinadas regiões do país. “Quando você olha para qualquer estado, você vê esses tipos de falhas, que deveriam ser ajustadas, mas não são e alteram a percepção real da vacinação no Brasil”, analisa.

O portal R7 procurou o Ministério da Saúde para comentar a diferença na quantidade de imunizados, mas não foi atendido até a publicação desta reportagem.

Um cidadão de São Paulo, por exemplo, tomou, segundo o DataSUS, 21 mil vezes a vacina contra a covid-19.

Oliveira diz que ele aparece em vários dias e municípios paulistas como imunizado. O ModCovid 19 não teve acesso ao nome do morador, sigiloso, apenas ao id (identificação) do Cadastro Único do SUS (Sistema Único de Saúde).

O R7 também buscou a Secretaria de Estado de Saúde de São Paulo, mas ainda não recebeu resposta.

O projeto ModCovid, que tem entre seus parceiros pesquisadores da Ufal, USP (Universidade de São Paulo), Unicamp (Universidade de Campinas), UERJ (Universidade Estadual do Rio de Janeiro) e Impa (Instituto de Matemática Pura Aplicada), tem um painel de monitoramento da vacinação contra a covid-19 aberto ao público, com detalhes de cada município.

O painel foi desenvolvido pelo ICMC-USP (Instituto De Ciências Matemáticas e de Computação da Universidade de São Paulo).

Há outros 768 registros de inúmeras aplicações em uma só pessoa. Uma delas foi vacinada 95 vezes durante a pandemia.

“Nós não podemos dizer que essas imunizações não ocorreram. O que mostramos é que da forma como está hoje essas informações não são verdadeiras”, diz Krerley Oliveira, pesquisador do ModCovid-19.

Cada vacinado tem preenchido no registro de vacinação 33 campos (nome, idade, sexo, endereço etc). Em 150 mil casos, os 33 eram iguais para duas ou mais aplicações que deveriam ser únicas (somente primeira ou apenas segunda dose).

Foram removidos da soma total também os habitantes que tiveram a dose complementar dada antes da primeira (27 mil ocorrências). E 593 mil que só receberam a segunda dose.

Com sexo ou data de nascimento diferente do mostrado no cadastro do SUS, aparecem 320 imunizados.

De acordo com a mesma base de dados, 251 brasileiros receberam imunizante contra a covid no país antes mesmo da abertura da campanha nacional, em 18 de janeiro de 2021. “Um deles tomou em 2 de junho de 1923, antes de existir vacina para a gripe espanhola [que surgiu em 1944]”, comenta Krerley Oliveira.

Seis mil pessoas constam ter nascido no século 19 e teriam, portanto, pelo menos 121 anos.

“Nosso objetivo não é apontar erros ou mostrar a velocidade da vacinação no país. Nosso intuito é o de fazer a população acompanhar os dados da vacinação, porque o cidadão comum não tem como lidar com esse imenso número de informações”, explicou o professor.

Oliveira explica que falhas no momento do cadastro único do SUS ajudam a entender boa parte dos erros, mas o problema vai além.

“Existem aí enganos e imprecisões dos municípios na hora de preencher a planilha do Ministério da Saúde, mas também do sistema em si, que tem falhas importantes e omissões, como a de não contemplar um campo para a terceira dose, por exemplo, que é uma possibilidade que vivemos com a covid-19”, afirmou.

R7

Dinheiro da Covid-19 já foi alvo de 77 operações da PF contra corrupção

 Sábado, 22 de Maio de 2021

Foto: Rafaela Felicciano/Metrópoles

Compras de insumos e licitações de serviços para o enfrentamento da Covid-19, doença causada pelo novo coronavírus, tornaram-se alvo de uma série de operações da Polícia Federal que apuram corrupção, falha na entrega das contratações e irregularidades em preços.

Desde a primeira investigação policial, em 23 de abril de 2020, já foram realizadas 77 operações, em 20 unidades da Federação.

Ao todo, a corporação apura possíveis irregularidades que podem envolver R$ 2,27 bilhões dos cofres públicos, destinados ao controle da pandemia.

Os dados fazem parte de um balanço da Polícia Federal, obtido pelo Metrópoles, que considera o período de abril de 2020 a abril deste ano.

Em média, a Polícia Federal deflagrou seis operações por mês, desde a arrancada de casos da Covid-19, no fim do primeiro quadrimestre do ano passado.

As investigações envolvem, por exemplo, a compra de respiradores, o superfaturamento de preços, a construção de hospitais de campanha, e os insumos comprados com dinheiro público que não foram entregues.

Neste período, 12 pessoas foram presas preventivamente. Outras 140 tiveram a prisão temporária decretada pela Justiça. Ao todo, policiais federais cumpriram 1.207 mandados de busca e apreensão.

Rio Grande do Sul, Goiás, Mato Grosso do Sul, São Paulo, Rio de Janeiro, Minas Gerais, Acre, Amazonas, Rondônia, Roraima, Pará, Amapá, Tocantins, Maranhão, Piauí, Ceará, Paraíba, Pernambuco, Sergipe e Bahia foram alvo de ações policiais do tipo.

Transparência

Para Lúcio Big, diretor-presidente do Instituto Observatório Político e Socioambiental (OPS), entidade de fiscalização de gastos públicos e defesa da boa gestão do orçamento público, o valor supostamente envolvido em irregularidades mostra como governos precisam aperfeiçoar os mecanismos de transparência.

O representante da entidade ressalta que o poder público tem se empenhado em oferecer melhor qualidade nos dados apresentados à sociedade sobre os gastos destinados ao enfrentamento da pandemia de Covid-19. Lúcio, entretanto, avalia que é necessário empregar mais esforços para aprimorar o controle orçamentário.

“As supostas irregularidades que estão sendo apuradas pela Polícia Federal, que somam mais de R$ 2 bilhões, mostram que os esforços dos governos estaduais e federal ainda não são suficientes para coibir esse tipo de prática criminosa”, destaca o diretor-presidente.

Lúcio acredita que os valores supostamente envolvidos em esquemas de corrupção pode ser maior. “Infelizmente, este não parece ser todo o valor a ser apurado. Contratos firmados entre o poder público e a iniciativa privada, sem a obrigatoriedade de haver licitações, continuam sendo feitos diariamente, o que favorece a ação de criminosos especializados em surrupiar os cofres públicos”, conclui.

Contratos suspeitos

A mais recente operação do tipo ocorreu em 20 de abril. A Polícia Federal cumpriu mandados de prisão contra cinco pessoas e 38 ordens de busca e apreensão na Operação Contágio.

As suspeitas são de que os municípios de Hortolândia, no interior paulista, e Embu das Artes e Itapecerica da Serra, na Grande São Paulo, tenham contratado uma organização social (OS) sem capacidade técnica para prestação de serviços na área da saúde.

Os agentes federais apuram o desvio de recursos públicos a partir de informações fornecidas pela Controladoria-Geral da União (CGU). Os contratos sob investigação têm o valor total de mais de R$ 100 milhões.

O Metrópoles procurou o Ministério da Saúde para que a pasta comentasse a aplicação dos recursos federais e detalhasse em quais mecanismos de transparência e fiscalização o governo federal aposta.

Até a mais recente atualização deste texto, no entanto, o órgão não havia respondido. O espaço continua aberto para esclarecimentos.

Metrópoles

Senador quer criminalizar recomendação de medicamentos sem comprovação científica

 Sábado, 22 de Maio de 2021

Foto: APF/Evaristo Sá

O presidente da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da covid-19, senador Omar Aziz (PSD-AM), apresentou nesta sexta-feira, 21, um Projeto de Lei que criminaliza a recomendação de medicamentos sem comprovação científica.

O senador defende que seja tipificado no Código penal a conduta de “prescrever, ministrar ou aplicar produto destinado a fins terapêuticos ou medicinais sem a comprovação científica de sua eficácia no tratamento da doença apresentada pelo paciente”. Aziz propõe ainda que seja incorrido na mesma pena “aquele que incentivar, por qualquer meio, a utilização de tais produtos”.

No projeto, é citada a promoção do “tratamento precoce” contra a covid-19. “Ressalte-se que, além da ineficácia de tais medicamentos na prevenção ou no tratamento da doença causada pelo coronavírus, a sua utilização pode afetar a saúde dos pacientes, agravando a doença ou até mesmo levando-os a óbito”, diz o documento.

Estado de Minas

Chefe de facção do Jacarezinho, "Sandra Sapatão" é presa no RJ

Sábado, 22 de Maio de 2021


Na tarde desta sexta-feira (21), a Polícia Civil do Rio de Janeiro realizou a prisão de uma mulher apontada como chefe da facção criminosa que atua na favela do Jacarezinho, na capital do estado. Sandra Helena Ferreira Gabriel, conhecida como “Sandra Sapatão”, foi detida por agentes da Delegacia de Combate às Drogas (Dcod) na cidade de Saquarema, no interior do estado.

Ela já estava sendo procurada há mais de dois anos e tinha três mandados de prisão abertos. Sandra Sapatão é suspeita de ter participado, em 2017, de um tiroteio que resultou na morte do policial militar Michel de Lima Galvão, de 32 anos.

No início do mês, a policia realizou uma operação policial na comunidade do Jacarezinho. A ação resultou na morte de 27 suspeitos e do policial civil André Frias. Na ocasião, os líderes da facção que atua na favela conseguiram fugir.

De acordo com a polícia, a mulher foi localizada em uma praia de Saquarema, tomando sol. De acordo com o portal G1, um dos agentes que realizou a prisão foi o inspetor Marcelo Fagundes, baleado durante a ação no Jacarezinho.

Com informações do portal Pleno News

O compromisso com a verdade é uma formalidade esquecida pela “CPI dos horrores”

 Sábado, 22 de Maio de 2021

Com o depoimento de Pazuello, fica claro que a CPI da Covid não é nada além de uma tentativa tosca de instituir uma "caça as bruxas". Ou melhor, uma caça AO BRUXO, já que o foco exclusivo é o governo Bolsonaro.

Não existe qualquer preocupação com as vidas perdidas, muito menos com as fortunas desviadas da verba da pandemia.

Isso já era óbvio, afinal, os "inquisidores" têm ligações muito próximas com aqueles que, se os estados fossem investigados com seriedade, tornariam-se inevitavelmente réus.

O compromisso com a verdade é uma formalidade esquecida pela comissão.

A verdade, aliás, é um detalhe inconveniente, que teima em contrariar o propósito do circo armado.

As perguntas tendenciosas e ensaiadas, já previamente escritas e decoradas, têm como objetivo SOMENTE criar uma NARRATIVA IDEOLÓGICA, já que não conseguirão qualquer prova JURÍDICA contra o alvo.

Uma palhaçada, financiada com dinheiro dos contribuintes brasileiros, atendendo aos interesses estrangeiros - daqueles que guiam as coleiras dos nossos adestrados parlamentares.

A única prova inequívoca, se é que ainda existia qualquer dúvida sobre isso, é a de que o Senado Federal é um prostíbulo.

Nada além!


Fonte: Jornal da Cidade Online

Bolsonaro anuncia a chapa concorrente para 2022: “Um ladrão candidato a presidente e um vagabundo como vice” (veja o vídeo)

 Sábado, 22 de Maio de 2021

Aos gritos de “mito” e sempre com o humor aguçado, o presidente da República, Jair Bolsonaro, em discurso para produtores rurais em Açailândia, no Maranhão, fez alusão a uma possível chapa que deverá enfrentar nas eleições de 2022.

Manifestando sua disposição de entregar um Brasil bem melhor daquele que recebeu em 2019, o presidente alertou que para o pleito de 2022 uma chapa já está formada.

“Um ladrão candidato a presidente. E um vagabundo como vice”. 
O povo foi ao delírio.

Veja o vídeo:

Contato : (84) 9604-4055

Contato : (84) 9604-4055