martins em pauta

Postagem em destaque

BRISANET A MELHOR INTERNET DO BRASIL

quinta-feira, 26 de agosto de 2021

Brasil gerou 316,5 mil empregos formais em julho; 1.848.304 novas vagas criadas desde o início do ano

 Quinta, 26 de Agosto de 2021

Foto: Reprodução

O Ministério do Trabalho informou nesta quinta-feira (26) que o Brasil gerou 316.580 empregos formais em julho deste ano. Os dados constam do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged).

Ao todo, segundo o ministério, o país registrou em julho:

1.656.182 contratações;

1.339.602 demissões.

Em julho de 2020, o saldo positivo foi de 137.014 mil empregos criados. Assim, o resultado divulgado nesta quinta-feira representou 131% de aumento na comparação entre os dois períodos.

Em julho do ano passado, o país registrava 92 mil mortes por Covid e alguns estados adotavam medidas de restrição.

Ainda de acordo com o governo, o Brasil acumula em 2021 (de janeiro a julho) 1.848.304 empregos criados.

Ao todo, nos sete primeiros meses deste ano, foram 11.255.025 contratações e 9.406.721 demissões.

Segundo o Ministério do Trabalho, em julho, 41,2 milhões de brasileiros estavam empregados. Conforme o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), cerca de 15 milhões de brasileiros estavam desempregados no trimestre encerrado em maio.

Setores

Veja abaixo como foi a geração de empregos em julho por setor, segundo o Caged:

Serviços: 127,7 mil empregos;

Comércio, reparação de veículos automotores e motocicletas: 74,8 mil empregos;

Indústria geral: 58,8 mil empregos;

Construção: 29,8 mil empregos;

Agricultura, pecuária, produção florestal, pesca e aquicultura: 25,4 mil empregos.

Regiões

Veja abaixo como foi a geração de empregos em julho por região, segundo o Caged:

Sudeste: 161,9 mil empregos;

Nordeste: 54,4 mil empregos;

Sul: 42,6 mil empregos;

Centro-Oeste: 35,2 mil empregos;

Norte: 22,4 mil empregos.

G1

OPINIÃO DOS LEITORES

  1. Quase 02 milhões de empregos novos, em plena pandemia…
    A esquerda vai ter dor de cabeça hoje, eita que o Governo Federal está dando aula de economia. Mesmo com a pandemia a economia está crescendo…
    Deve ser esse uma dos motivos que estão intensificando os ataques para dar o golpe e tentar tirar Bolsonaro da Presidência.
    Estatais dando lucro;
    Economia reagindo;
    Emprego aparecendo;
    Brasileiro vacinado;
    Mais o país continua sem corrupção, um enorme problema que acabou com a harmonia política e o apoio da mídia ao governo. Bem, nem tudo é perfeito.

  2. Pouco tempo atrás houve uma reverberação sobre a comparação entre dados do comércio do RN em comparação com a Paraíba em vários blogs.

    Mas quem analisa dados entre esses dois estados, observa que não há esse crescimento do estado paraibano em relação ao potiguar não.

    Lembrando que a população da Paraíba é mais de meio milhão a mais de habitantes em relação ao RN.

    DADOS DO CAGED (cadastro geral de emprego e desemprego ) fornecido na data de hoje (26/08) pelo ministério da economia.

    Lembrando que esse cadastro CAGED mede o emprego Formal.

    MÊS DE JULHO:

    RN
    Admissões:15902
    Demissões: 11324
    Saldo para JULHO: 4578

    PB
    Admissões:13738
    Demissões : 10609
    Saldo para Julho: 3129

    JANEIRO A JULHO de 2021:

    RN
    Admissões: 102.511
    Demissões: 85.705
    Saldo (Janeiro a Julho 2021): 16.804

    PB
    Admissões: 88.777
    Demissoes : 78.390
    Saldo (Janeiro a Julho): 10.387

    O RN gerou mais de 6mil empregos Formais a mais que o estado Paraibano neste ano de 2021.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Contato : (84) 9604-4055

Contato : (84) 9604-4055