martins em pauta

Postagem em destaque

BRISANET A MELHOR INTERNET DO BRASIL

quinta-feira, 16 de junho de 2022

TSE precisa agir com urgência: CUT cria “brigadas digitais” no WhatsApp e confessa algo inaceitável e anti-democrático (veja o vídeo)

Quinta, 16 de Junho de 2022

A Central Única dos Trabalhadores (CUT) sempre foi o ‘braço sindical’ do Partido dos Trabalhadores.

Muitos dirigentes da entidade se enriqueceram com o dinheiro do sindicato, também utilizado pelo PT para a corrupção e a distribuição de propina.

Fora do poder, sem os milhões que abasteceram os cofres de seus sindicatos, a CUT vai fazer de tudo na campanha do ex-presidiário. Só a vitória do meliante interessa para que possam novamente se chafurdar na lama do dinheiro público.

E o trabalho nesse sentido já teve início.

Matéria publicada pelo portal Metrópoles revela a trama:

“Com o pretexto de combater fake news, a Central Única dos Trabalhadores (CUT) está utilizando grupos no WhatsApp para enviar material de apoio ao pré-candidato Luiz Inácio Lula da Silva (PT). Dirigentes da entidade também afirmam usar empresas para fazer os disparos na plataforma.”

Resta saber qual será o posicionamento do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) com relação a essa questão, pois a corte criou uma resolução que enquadra situações desse tipo como ‘abuso do poder econômico e político ou uso indevido de meios de comunicação, e passíveis de punição’ – inclusive cassação do registro da chapa.

E prossegue a reportagem, reproduzindo a declaração de um dirigente sindical:

“‘Uma Brigada Digital é nada mais, nada menos do que um grupo de WhatsApp. Organiza os mais vermelhinhos dentro do grupo e lá vamos convencer toda a turma que este ano é Lula’, orienta Roni Barbosa, secretário de imprensa da CUT, em uma gravação do dia 29 de abril.
A técnica funciona com a introdução de um membro da CUT no grupo, que se transformará em brigada. ‘Basta você cadastrar no site e automaticamente o nosso administrador vai entrar no grupo e distribuir os cards, as informações e os vídeos’, explica o secretário."

Nesse vídeo em que o secretário de comunicação da CUT, Roni Barbosa, e o secretário adjunto, Admirson Medeiros, orientam os membros da organização, salta ao olhos um trecho em que eles afirmam algo inaceitável e anti-democrático: ‘perder pra ele não é uma opção’. Ou seja, vão fazer de tudo para ‘tomar’ a eleição.

Veja o vídeo:

  • Fonte: Jornal da Cidade Online

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Contato : (84) 9604-4055

Contato : (84) 9604-4055