martins em pauta

Postagem em destaque

BRISANET A MELHOR INTERNET DO BRASIL

quinta-feira, 17 de novembro de 2022

Lula cancela entrevista coletiva após atraso de 1h e vai embora da COP27 sem falar com jornalistas

Quinta, 17 de Novembro de 2022

Foto: Joseph Eid / AFP

Uma hora após o horário previsto para o início, o presidente eleito Luiz Inácio Lula da Silva cancelou uma esperada entrevista coletiva para encerrar sua passagem de dois dias pela COP27, a conferência climática da ONU. A mudança de planos veio horas após o presidente fazer mais uma crítica ao teto de gastos, que foi mal recebida pelo mercado.

Segundo a assessoria do presidente eleito, a mudança de plano ocorreu após as outras agendas do presidente eleito atrasarem. Além de um encontro com lideranças indígenas no início da tarde, Lula teve encontros com o secretário-geral da ONU, António Guterres, o ministro do Clima norueguês, Espen Barth Eide, e Annalena Baerbock, ministra das Relações Exteriores da Alemanha.

Jornalistas brasileiros e estrangeiros fizeram fila do lado de fora da sala de conferência. Quando o cancelamento foi confirmado, vários deles estavam sentados no chão. Agora Lula segue para Portugal, onde terá reuniões com autoridades locais já na sexta.

Em um evento na manhã desta quinta com a sociedade civil, o presidente eleito disse que “não adianta só ficar pensando em dado fiscal”, mas “em responsabilidade social”. O modelo atual, afirmou, “tenta desmontar tudo o que é da área social”.

— Você tenta desmontar tudo aquilo que faz parte do social e não tira um centavo do sistema financeiro — disse ele. — Se eu falar isso, vai cair a Bolsa, o dólar vai aumentar? Paciência. O dólar não aumenta e a bolsa não cai por conta das pessoas sérias, mas por conta dos especuladores que vivem especulando todo santo dia.

O mercado não recebeu bem a fala do petista: às 15h, a Bovespa caía 2,18% e o dólar passava de R$ 5,43.

Na quarta, o vice-presidente eleito Geraldo Alckmin entregou ao Congresso a minuta da PEC de Transição, que prevê quase R$ 200 bilhões em despesas fora do teto de gastos para 2023. A PEC da Transição foi o caminho encontrado pelo governo eleito para viabilizar a manutenção em R$ 600 do valor de transferência de renda paga às famílias mais pobres, hoje dentro do programa Auxílio Brasil mas que voltará a se chamar Bolsa Família.

Como o Orçamento de 2023 só previa o pagamento de R$ 400, é preciso mudar as regras antes mesmo da posse de Lula para garantir recursos para um pagamento de R$ 600. O plano prevê que todos os recursos necessários para o novo Bolsa Família fiquem fora do limite do teto de gastos, num total de R$ 175 bilhões. Além disso, libera despesas de até R$ 22,9 bilhões fora do teto.

Assim, a PEC da Transição dará uma licença para Lula aumentar os gastos públicos em um total de R$ 197,9 bilhões no primeiro ano de seu novo governo, caso seja aprovada nestes termos pela Câmara e pelo Senado.

Nesta quinta, a equipe do presidente eleito e seus aliados no Congresso afirmaram que pretendem aprovar a PEC da Transição em votação expressa do Senado ainda em novembro. O objetivo é que assim consigam mandar com maior rapidez o projeto para a Câmara, onde enfrenta maior resistência.

Sem a coletiva, a última fala de Lula durante a COP foi em um evento com povos indígenas e originários de todo o mundo. O presidente disse que o mundo não trata pobres e indígenas como humanos, classificando o encontro como um dos “mais importantes de sua vida”. Ele não conversou diretamente com a imprensa durante sua passagem pela cúpula.

Na quarta, o presidente eleito deu um pronunciamento na conferência em que reposicionou o Brasil no multilateralismo e na diplomacia ambiental. Na fala elogiada por aliados e representantes da sociedade civil, ele prometeu deixar a “devastação no passado” e ajudar a criar uma “nova ordem mundial pacífica”.

O Globo

OPINIÃO DOS LEITORES

    1. O Brasil não aguenta quatro anos sendo administrado (roubado) por esses corruptos

  1. Foi bom mesmo ele ter cancelado, o homem mentiu muito em seu último discurso, como vem fazendo ultimamente, misturou alhos com bugalhos, insucessos governo dele, da Anta com sucessos do Bolsonaro, cada vez que abre a boca, putz, o Brasil já afunda sem ele ter pego no leme ainda, sei não viu.

  2. Tá fugindo das verdadeiras perguntas!
    Como sempre!
    Se fosse só os jornalistas da Globo com as perguntas prontas e de bom agrado pra ele, teria ficado, esse bandido.
    A batata tá assando viu….

  3. Meu presidente está com algum problema, ele gosta de holofotes, microfones, gente, afago, alguém que puxe o saco, ponha seu babador,
    recusar um momento esse é preocupante, será a garganta, o raciocínio errático, sinceridade mórbida ou o fato de ter gasto todo o rol de mentiras, falou muito para os que querem a Amazônia, para os brasileiros, mesmo os seus eleitores como eu, disse coisas preocupantes, eu acho que deviam prescrever purgante, chibatazil, memoriol, ele tem que melhora pois estou na expectativa de um governo excepcional.

    1. E o cbozo que vivia tratando mal os jornalistas???
      Era arrogante?So tratava bem a blogueiros que faziam perguntas prontas!!!

    2. Larissa vamos chorar, eu não aguento mais, será que vão deixar ele terminar o governo?

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Contato : (84) 9 9151-0643

Contato : (84) 9 9151-0643