martins em pauta

Postagem em destaque

BRISANET A MELHOR INTERNET DO BRASIL

quinta-feira, 19 de janeiro de 2023

Fotos mostram como ficou por dentro galpão que armazenava fogos de artifício e foi destruído por incêndio na Grande Natal

Quinta, 19 de Janeiro de 2023

Foto: Francielly Medeiros/Inter TV Cabugi

Fotos registradas no início da tarde desta quinta-feira (19) mostram como ficou por dentro o galpão que armazenava fogos de artifício e que foi destruído por um incêndio no mês de dezembro de 2022, em Parnamirim, na Grande Natal.

O acidente matou duas pessoas. Segundo a Polícia Civil, as investigações apontam que o fogo teria começado por causa de uma falha humana, mas o delegado responsável pelo caso preferiu não dar mais detalhes sobre o andamento das apurações.

As imagens mostram que o material que estava dentro do local foi totalmente destruído pelo fogo. Além das cinzas deixadas para trás, é possível ver que o que sobrou do telhado. O prédio está interditado desde o dia seguinte ao incêndio.

Os três funcionários que ficaram feridos no incêndio em um galpão que armazenava fogos de artifício prestaram depoimento no dia 11 de janeiro na 17ª Delegacia de Polícia Civil de Parnamirim, mas disseram à polícia que não sabiam o que teria provocado as chamas.

Uma perícia feita pelo Instituto Técnico-Científico de Perícia do Rio Grande do Norte (Itep/RN) identificou um indício de explosão na área interna do galpão.

O delegado contou ainda que no depoimento, um dos sobreviventes explicou que os dois trabalhadores que acabaram morrendo após o incêndio ficaram mais tempo expostos ao fogo no local antes de conseguirem se proteger.

“Os dois morreram, segundo um deles, porque não sabiam para onde correr, ficaram tontos. Não tinha como eles passarem para frente do galpão. Como eles estavam quase no fim do galpão, não tinha como correr e sair pela frente. Depois que eles tiveram a visão de ir para o banheiro, mas ja estavam bastante queimados”, contou.

Ao todo, eram nove funcionários no local no momento do acidente.

“Os quatro da frente conseguiram sair pela frente, porque as portas ficavam entreabertas, e os outros tiveram a ideia de ir ao banheiro. Eles chegaram no banheiro, fecharam as portas, passaram uns 15 minutos, foi quando os outros dois, que faleceram, chegaram e eles abriram a porta e colocaram eles para dentro do banheiro. Os quatro que saíram primeiro tiveram a ideia de quebrar o banheiro pelo lado de fora”.

G1 RN

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Contato : (84) 9 9151-0643

Contato : (84) 9 9151-0643