martins em pauta

Postagem em destaque

BRISANET A MELHOR INTERNET DO BRASIL

segunda-feira, 27 de setembro de 2021

Polícia confirma que ataque ao advogado de Bolsonaro foi "tentativa de homicídio" (veja o vídeo)

Segunda, 27 de Setembro de 2021

A Polícia Civil do Distrito Federal divulgou o relatório sobre o incidente ocorrido no dia 21 de agosto, no restaurante Chicago Prime, em Brasília.

Na ocasião, o empresário Adroaldo Juliani atacou, com uma faca, o advogado do presidente Jair Bolsonaro, Frederik Wassef. Adroaldo acusou Wassef de ter assediado sua esposa no banheiro feminino do restaurante.

Após investigações que incluíram a análise das câmeras de segurança do local e oitiva de testemunhas, os policiais concluíram que o advogado foi vítima de uma tentativa de homicídio, e que Wassef não se encontrou e nem esteve no banheiro com a esposa do empresário, Márcia.

“As diligências, inquirições (depoimentos) e as filmagens do circuito de segurança do estabelecimento, que foram obtidas durante as investigações policiais, apontam de forma segura e incontestável que jamais a vítima Frederick Wassef se aproximou de Márcia Janete Juliani ou do banheiro feminino, muito menos de qualquer outra mulher, restando absolutamente comprovado que em nenhum momento houve qualquer “assédio”, “gracejo”, “cantada”, conduta inapropriada ou mesmo uma simples conversa”, diz um trecho do relatório da Polícia Civil.

O relatório, assinado pelo delegado plantonista Sérgio dos Santos Filho, no dia 18 de setembro, deixa claro que a versão contada por Adroaldo não condiz com o ocorrido:

“A análise (…) demonstra que as “acusações” feitas pelo indiciado (Adroaldo) no local dos fatos, a partir de uma alegação de sua esposa, são inverdades, e que tais inverdades quase foram usadas para justificar um crime de homicídio. As filmagens mostram com nitidez e clareza que a vítima Frederick Wassef não foi e muito menos chegou perto do banheiro feminino ou de Márcia”, aponta o documento.

As investigações apontaram que o ataque ao advogado aconteceu após o empresário e a família consumirem grande quantidade de bebidas alcoólicas, incluindo 20 chopes, nove caipiroscas de caju, duas caipirinhas e duas garrafas de vinho, consumidos por cinco pessoas, em uma conta cujo valor foi de R$ 1.230,57.

Após uma discussão entre Márcia e Wassef, a família foi embora do restaurante, mas depois fez meia volta na caminhonete e voltou ao local. Adroaldo teria entrado no Chicago Prime disposto a matar Wassef.

“Na sequência as imagens mostram uma Dodge Ram de cor branca estacionando nas imediações do Chicago Prime. Do interior do veículo, o indiciado caminha até a mesa de Frederick Wassef e, após jogar o refrigerante da mesa no corpo da vítima (Wassef), pega uma faca e desfere um golpe (…), que só não o atinge pois ele joga seu corpo para trás, para evitar a estocada.
Ato contínuo, o ofendido se levanta e sai em desabalada carreira, deixando o estabelecimento, com o intuito de fugir do intento homicida do agressor. Então, o indiciado corre atrás da vítima com a faca em punho gritando que iria matá-lo. O investigado ainda comete injúria contra o ofendido ao chamá-lo de safado, sem vergonha”, relata o documento.

O caso irá agora para o Tribunal de Justiça do DF. Caberá ao Ministério Público do Distrito Federal e Territórios (MPDFT) decidir se apresentará ou não denúncia contra Adroaldo Juliani.

Veja o vídeo:

  • Fonte: Jornal da Cidade Online

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Contato : (84) 9604-4055

Contato : (84) 9604-4055