martins em pauta

Postagem em destaque

BRISANET A MELHOR INTERNET DO BRASIL

sexta-feira, 1 de outubro de 2021

VÍDEO: Briga generalizada em bar da Zona Leste de SP deixa diversos feridos, cenário de guerra e prejuízo de ao menos R$ 50 mil

Sexta, 01 de Outubro de 2021

Foto: Reprodução

Uma discussão terminou em uma briga generalizada entre os frequentadores em um bar no Tatuapé, na Zona Leste de São Paulo, no fim da noite desta terça-feira (28 de setembro).  O dono do estabelecimento estima um prejuízo de R$ 50 mil. (VÍDEO PODE SER CONFERIDO AQUI EM MATÉRIA NA ÍNTEGRA).

Um vídeo da câmera de segurança do Quintal do Espeto, que fica na rua Serra de Botucatu, e imagens gravadas por clientes mostram cenas de violência e agressões físicas entre homens e mulheres. No local, havia idosos e crianças no momento da confusão.

No vídeo, não é possível ver o início da briga. As imagens mostram, além de troca de socos, empurrões e pessoas caindo ao chão, cadeiras e garrafas de vidro sendo arremessadas em meio à gritaria.

De acordo com o relato de testemunhas, uma discussão começou por volta das 23h, logo após o fim do jogo entre Atlético-MG e Palmeiras, que terminou empatado em 1 a 1, nas semifinais da Copa Libertadores, que era exibido na TV. Com o empate, o time paulista foi para a final do torneio.

Após o início de um pequeno tumulto provocado pelo resultado do jogo, seguranças intervieram e controlaram o conflito. Cerca de 15 minutos mais tarde, começou uma briga generalizada, depois que um homem teria derrubado bebida, sem querer, em uma mulher em uma mesa ao lado.

Uma das pessoas feridas, que preferiu não se identificar por medo de represálias, tinha ido comemorar o aniversário de um familiar quando foi agredida. Ela contou que uma mulher começou a discutir com o primo do namorado quando ela tentou apaziguar os ânimos e foi agredida.

“Ela [mulher] veio pra cima de mim, e eu tentei me defender chutando ela. Meu namorado, quando viu que ela veio me bater, me colocou pra trás para me defender. Nesse momento, apareceram vários homens batendo no meu namorado com garrafa de cerveja, dando socos. Me derrubaram no chão, pisaram em mim. As pessoas não paravam de bater na gente e gerou uma confusão no salão inteiro”, contou.

A vítima disse que os funcionários do estabelecimento não prestaram socorro, e ela precisou ir para o hospital por conta própria. Ela teve o pé machucado e o namorado precisou levar pontos na testa. Outra familiar dela teve ferimentos na cabeça.

“Estou muito triste, foi um choque. Fiquei muito nervosa”, contou.

A vendedora Lidiane Torres, de 41 anos, conta que teve que se esconder no banheiro com o namorado para não ser atingida durante a briga.

“Era muita garrafa voando, era muita cadeira. Eu achei que não ia sair viva de lá. Fiquei em pânico, comecei a chorar, fiquei muito apavorada”, afirmou.

Segundo ela, no banheiro, havia muitas mulheres e crianças escondidas. A vendedora conta que a casa estava lotada e que havia poucos seguranças no local.

“A casa não teve preparo nenhum, naquele dia devia ter mais de mil pessoas e poucos seguranças. Eu via crianças chorando, senhoras caindo no chão. Eu nunca tinha passado por isso”, disse. A casa tem capacidade para 1.500 pessoas.

A Polícia Militar foi acionada e ambulâncias também foram para o local. Não há confirmação de quantas pessoas ficaram feridas e precisaram de atendimento médico.

O g1 tentou falar com um responsável pelo estabelecimento, mas não conseguiu. Nas redes sociais, o bar publicou uma nota de esclarecimento em que lamenta o ocorrido.

“Com relação aos fatos ocorridos na unidade Tatuapé, o Quintal do Espeto informa, que, infelizmente, mesmo prezando pela segurança dos clientes, com uma brigada de 12 seguranças, foi vítima de vândalos, que infiltrados entre os clientes promoveram desordem e agressão. O Quintal do Espeto solidariza-se aos envolvidos, e informa ainda que acionou o departamento jurídico para prestar assistência aos clientes envolvidos.”

Questionada sobre o caso, a Secretaria da Secretaria Pública (SSP) disse que não conseguiu localizar a ocorrência até a última atualização desta reportagem.

Com G1 e Isto É

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Contato : (84) 9604-4055

Contato : (84) 9604-4055