martins em pauta

Postagem em destaque

BRISANET A MELHOR INTERNET DO BRASIL

domingo, 14 de novembro de 2021

Oposição é "jumenta cega" e ao atacar Lira acaba jogando a favor de Bolsonaro

Domingo, 14 de Novembro de 2021

Durante o ano de 1990, quando Bolsonaro era ainda vereador, recusou um carro ofertado pela Câmara da Cidade.

Quando a JBS depositou dinheiro diretamente na sua conta, já deputado, na época em que a empresa comprava uma imensidão de parlamentares, ameaçou os dirigentes do partido para retirar a soma.

Os mesmos tiveram de remanejar a verba como fundo partidário para que ele não jogasse a grana em plena sessão extraordinária.

Nas delações de Alberto Youssef, Bolsonaro foi um dos poucos parlamentares que se recusou a receber qualquer tipo de grana de corrupção. E apesar de toda a gritaria da oposição, quando fala em rachadinhas, envolvendo ele ou sua família, nem a Polícia Federal, nem o MP, nem o TCU, conseguiram encontrar irregularidades que condenassem o presidente e seus familiares.

O fato é que Bolsonaro é honesto, e isso é ponto pacífico.

Ter de aceitar a chantagem do legislativo para poder governar, deve ser uma das coisas que aumentam sua dor de estômago. Porém, ele sabe que não existe outro jeito. Sem a Câmara apoiando, ele cai, porque contraria grandes oligarcas e seus projetos de poder. Tem muito em jogo ali.

Mas um fato contraditório se mostra, quando a oposição força o relator a ter mais transparência em um dispositivo que foi aprovado no Congresso, na qual as emendas precisam ser expostas publicamente.

A oposição acaba batendo mais no chantagista, que no chantageado. Ou seja, Lira apanha, é obrigado a mostrar suas articulações, mas entende que a culpa não é de Bolsonaro, mas sim da oposição e do judiciário.

No fim das contas, Bolsonaro sabe que o Auxílio não será vetado próximo a ano eleitoral, e no fundo, deve adorar a discussão. Além de enfatizar os 'reais' de manutenção do benefício, ela cria situações que tornam o presidente vitorioso de qualquer maneira.

A oposição criou uma maneira de obrigar o legislativo a ser mais transparente, o que de fato vai fazer o dinheiro ser distribuído melhor nas regiões mais necessitadas, e isso mata a chantagem de expor o judiciário mais uma vez a acusação de interferência nos poderes, o que enfraquece o judiciário, sem afetar o benefício que ajudará diretamente na reeleição, nem comprometer sua relação positiva com Lira e a Câmara dos Deputados.

Chegamos então a conclusão que, ou o presidente é um exímio enxadrista 5D, com a visão além do alcance, ou que, não importa que situação aconteça, sempre reverte positivo para Bolsonaro, ou que, a oposição é uma jumenta cega atordoada, que teve aulas particulares com Paulo Freire e dá um jeitinho de sempre se sabotar.

Eu apostaria no misto das três opções.


Fonte: Jornal da Cidade Online

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Contato : (84) 9604-4055

Contato : (84) 9604-4055