martins em pauta

Postagem em destaque

BRISANET A MELHOR INTERNET DO BRASIL

quarta-feira, 9 de novembro de 2022

A vingança do PT contra a igreja pelas mãos de um "ex-mensaleiro"

 Quarta, 09 de Novembro de 2022



Como a grande imprensa parece ter esquecido, o JCO relembra que José Genoíno é mais um ex-presidiário que volta ao poder. Condenado a 4 anos e 8 meses de prisão, o ex-deputado foi preso em novembro de 2013 e passou a cumprir pena no regime fechado. Com problemas cardíacos, o petista chegou a obter autorização para se tratar em casa em prisão domiciliar no início de 2014, mas, em maio, teve de voltar à prisão. 

No processo do mensalão, Genoíno foi acusado pelo Ministério Público Federal (MPF) de atuar na distribuição de dinheiro a parlamentares, por meio de Marcos Valério, com a finalidade de "angariar ilicitamente o apoio de outros partidos políticos para formar a base de sustentação do governo federal". Na ocasião do crime, durante o governo do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, o ex-deputado era presidente nacional do PT. Ao votar pela condenação de Genoíno, o relator do processo, ministro aposentado Joaquim Barbosa, afirmou que o petista "executou" o crime de corrupção ativa (oferecer vantagem indevida) ao negociar repasses de dinheiro ao ex-deputado Roberto Jefferson, presidente do PTB e delator do suposto esquema de compra de apoio político de deputados.

Voltando à entrevista, a jornalista Sara Vivacqua chamou as igrejas neopentecostais de “máquinas de lavagem cerebral” e de “quinto poder” e questionou se não é preciso regular as igrejas.

A resposta do petista, que foi preso pelo processo do mensalão, foi de falar sobre o fim da isenção de impostos para as igrejas e de trabalhar na base para mudar a posição dos fiéis.

"Com relação a essas igrejas nós precisamos atuar de baixo para cima e não repetir o erro que cometemos quando governamos, de atuar com as cúpulas", disse Genoino.

Ele declarou ainda que é preciso ter muita habilidade para que o governo Lula não seja acusado de perseguir os cristãos.

"Nós vamos ter que atuar com muita habilidade para que eles não digam que nós estamos perseguindo as igrejas. (…) Eles querem fazer o maniqueísmo da guerra santa. Nós vamos ter que fazer uma batalha no plano das ideias para só depois chegar aos finalmentes", completou.

‘Chegar aos finalmentes’ o que eles querem dizer com isso? Proibir os cultos? Perseguir cristãos como se faz na Nicarágua do ditador Daniel Ortega que acaba de parabenizar Lula pela vitória?

Não faz muito tempo que um grande aliado de Lula, o ex-presidente da Bolívia, Evo Morales tentou criminalizar a pregação do evangelho no país vizinho – ele só recuou porque a reação da população foi fortíssima.

Então se você é cristão e votou no PT, ou não és cristão de fato ou és um néscio. 

da Redação / Jornal da Cidade Online

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Contato : (84) 9 9151-0643

Contato : (84) 9 9151-0643