martins em pauta

Postagem em destaque

BRISANET A MELHOR INTERNET DO BRASIL

quinta-feira, 5 de maio de 2022

Mulheres denunciam médico por assédio sexual dentro de UBS em Hidrolândia

Quinta, 5 de Maio de 2022


Uma mulher de 18 anos relatou ter sido assediada por um médico nesta terça-feira (03), em uma unidade de saúde no município de Hidrolândia. O caso aconteceu na UBS Cosma Maurício de Sousa, no distrito de Conceição e foi relatado pela jovem Carla Carvalho em suas redes sociais. A partir do depoimento dela, outras mulheres também se posicionaram e resolveram procurar a Delegacia de Santa Quitéria para prestar queixa na tarde de hoje.

Segundo a vítima, ela deu a luz a quase dois meses e foi até a UBS com quadro de mastite, uma inflamação da mama. Chegando ao local, ela foi encaminhada para a sala do médico para ser atendida. O médico começou o procedimento e suas ações, a princípio para a vítima, eram normais e faziam parte do protocolo do atendimento. Entretanto, Carla conta que o homem começou a fazer insinuações, encostou o órgão genital em seu corpo, tentou agarrá-la e beijá-la.

Ele começou a se encostar e chega mais próximo a mim, tentar me agarrar, me beijar e fazer perguntas eróticas e fora do comum, como ‘você já teve relação sexual depois que teve sua filha?’, ‘qual o sabor do seu leite, posso sentir?’, ‘você me deixou excitado, você não tá?’. ‘Posso chupar seus seios?’. Eu fiquei sem reação, nunca na minha vida pensei passar por aquele tipo de situação. Pedi ele pra que deixasse eu sair e vim embora, ele não queria deixar e tentou me agarrar, não consegui gritar por ajuda ou filmar, só fiquei tremendo, e pedindo a Deus que me tirasse daquela situação, cheguei em casa muito abalada.

O médico apontado pelas vítimas é Ricardo Teles Martins, que atende também no Hospital Municipal e em uma clínica particular da cidade. Em seu perfil no Instagram, o profissional afirma ter especialização em ultrassom ginecológica e obstétrica.

Até o fechamento desta matéria, a publicação feita por Carla havia mais de 600 comentários, em sua maioria solidarizando-se com ela e outros de pessoas que contaram ter passado por experiências parecidas em outros momentos, como Maria Liduina Nunes e Francilene Martins. A primeira, em entrevista ao A Voz de Santa Quitéria, contou que durante uma ultrassom, ele baixou o short dela mais do que deveria e ficou encostando com o cotovelo em sua genitália, mas não havia noticiado por medo. Já a segunda, descreveu que passou por, ao menos, três momentos constrangedores com o médico e que procurou ajuda para a sua situação no ano passado, porém não obteve êxito.

A partir dos boletins de ocorrências e do depoimento prestado, um inquérito será instaurado pela Polícia Civil de Santa Quitéria, para aprofundar as investigações. O caso também deverá ser oficiado ao Conselho Regional de Medicina do Ceará (CREMEC).

Ricardo Teles foi procurado pela reportagem e informou que "no momento, não tenho nenhuma declaração a prestar".

Em nota, a Prefeitura de Hidrolândia comunicou que após tomar conhecimento de "um suposto caso de assédio sexual na unidade, o servidor público foi afastado para melhor elucidação e averiguação dos fatos". O texto conclui repudiando qualquer ato de assédio ou importunação sexual e que zela pelo bom atendimento por parte de todos os servidores aos usuários que utilizam do serviço público municipal.

(A Voz de Sta. Quitéria) / Jornal da Cidade Online

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Contato : (84) 9604-4055

Contato : (84) 9604-4055