martins em pauta

Postagem em destaque

BRISANET A MELHOR INTERNET DO BRASIL

sexta-feira, 12 de novembro de 2021

Acabou! Encontrada prova de existência de "Milícia Digital" (veja o vídeo)

 Sexta, 12 de Novembro de 2021

Finalmente, parece que está provada a existência das tais milícias digitais!

Um vídeo divulgado pelo professor e youtuber Gustavo Gayer mostra o Secretario da Fazenda do Piauí, Rafael Fonteles, treinando comissionados para atacar Bolsonaro nas redes sociais.

Ofegante e estressado o secretario ensina como os funcionários devem agir:

“O Whatsapp sozinho é mais que o dobro da soma das outras redes sociais juntas”.

Para o secretário, os comissionados e terceirizados ‘não estão fazendo o dever quando o assunto é eleição’. Aí ele dá uma ordem sutil que nem uma pedrada no peito:

"Mete o sarrafo no Bolsonaro, rapaz!"

Ele prevê que o “whatsapp é a grande arena de luta (...) aí o marqueteiro do PT pode criar peças para vocês viralizar”.

Rafael que também é presidente do CONSEFAZ (Comitê Nacional das Secretarias de Fazenda), reúne funcionários públicos pagos com dinheiro do povo do Piauí, um dos mais pobres da federação, para atacar o presidente Bolsonaro.

Esse cidadão não parece ter a mais remota noção do seu papel como Secretário de Estado, confunde funcionários (comissionados ou não) com cabos eleitorais e o governo estadual com o partido do governador. E os 45% de piauienses que não votaram no PT no 2º turno de 2018, tem que mudar de estado?

Existe uma razão para esse desespero. O Governador Wellington Dias (PT-PI) é investigado no âmbito da CPI do Consórcio Nordeste e também num inquérito da Polícia Federal que apura possíveis crimes como fraude à licitação, superfaturamento e organização criminosa.

Em outra ação da Policia Federal, o governador Wellington e sua esposa, Deputada Federal Rejane Dias, são investigados na Operação Topique. Nessa operação houve busca e apreensão na residência do governador e no gabinete da deputada em Brasília.

A deputada é o alvo das buscas na investigação de um suposto esquema criminoso para fraudar licitações de transporte escolar quando ela era Secretaria de Educação do Piaui. Os valores desviados estão na casa dos R$ 50 milhões de reais. Por isso é fundamental para o governador do Piauí que Lula seja o próximo presidente.

E se o inquérito das Milícias Digitais estava ‘sem foco’ agora temos um gestor público pressionando funcionários comissionados e terceirizados a montar ‘um exército’ digital, tudo gravado em áudio e vídeo. Com a palavra o STF e o TSE...

Confira:

  • Fonte: Jornal da Cidade Online

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Contato : (84) 9604-4055

Contato : (84) 9604-4055