martins em pauta

Postagem em destaque

BRISANET A MELHOR INTERNET DO BRASIL

sábado, 22 de maio de 2021

Gilmar quer investigação de delegado que enquadrou Toffoli

 Sábado, 22 de Maio de 2021




Segundo Mendes, que acaba de votar pela anulação do acordo de colaboração premiada do ex-governador com a Polícia Federal, em análise no pleno do STF – de forma virtual – o delegado estaria conduzindo o caso com indícios de abuso de autoridade e violação de segredo profissional.

A delação de Sérgio Cabral, que havia sido homologada pelo ministro Edson Fachin, voltou à pauta, dessa vez para votação de todos os onze membros do colegiado, depois que a PF encaminhou ao Supremo um pedido para investigar o ministro Dias Toffoli, por possíveis irregularidades que ele teria praticado enquanto ocupava a cadeira do Tribunal Superior Eleitoral, entre 2012 e 2016.

Segundo o ex-governador fluminense, Toffoli teria recebido R$ 4 milhões, por intermédio do escritório de advocacia de sua esposa, Roberta Rangel, para votar favoravelmente a dois prefeitos do estado do Rio de Janeiro, em processos eleitorais que poderiam cassar seus mandatos.

Mas, segundo Gilmar, Cabral teria dado diversos depoimentos, o que o ministro chamou de “conta gotas”, e que isso possibilitaria que Toffoli fosse investigado e provas produzidas contra ele, sem que o STF permitisse, em função do foro por prerrogativa de função (ministros do STF só podem ser investigados com permissão do colegiado, que também será o responsável pelo julgamento).

Enfim, o ministro Gilmar Mendes afirmou em seu voto que o delegado Bernardo Guidali Amaral teria cometido atos ilegais pois teria conduzido investigações contra diversas autoridades detentoras de foro, sem a devida autorização do STF.

Quem seriam estas autoridades. Teria a água batido no queixo de mais alguém?

Combater corrupção no Brasil é assim – com o cachorro correndo atrás do rabo … Os policiais, delegados e promotores dão duro, descobrem, analisam, colhem provas e etc … mas tem alguma lei que proíbe tal depoimento, um outra regra que impede tal investigação, a constituição que protege alguns “semideuses” … e a vida deles segue feliz e tranquila, enquanto os que combatem o crime, acabam criminalizados!

Fonte: Jornal da Cidade Online

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Contato : (84) 9604-4055

Contato : (84) 9604-4055