martins em pauta

Postagem em destaque

BRISANET A MELHOR INTERNET DO BRASIL

terça-feira, 6 de julho de 2021

Perseguição implacável

Terça, 07 de Julho de 2021

São 916 dias de governo Bolsonaro, até a data deste escrito, e os que não votaram em Bolsonaro e não aceitam a derrota já fizeram 126 pedidos de Impeachment.

Cada pedido de Impeachment corresponde a uma facada. A mesma que não conseguiu matá-lo durante a campanha presidencial. O mesmo golpe desferido, sem piedade, centenas de vezes.

Segundo o site Agencia Publica: “Ao todo, 1556 pessoas e mais de 550 organizações assinaram pedidos de impeachment. Foram enviados 126 documentos ao presidente da Câmara dos Deputados, sendo 73 pedidos originais, 7 aditamentos e 46 pedidos duplicados”.

Vamos dividi-los pelo número de dias de governo 916 ÷126 = 7,26.

É isto senhores: a cada 7 dias, desde que se iniciou o governo, os opositores de Bolsonaro entraram com um pedido de Impeachment.

De 7 em 7 dias um pedido de afastamento.

Esses golpes fazem parte da história. Cada golpe desferido tinha e tem o objetivo de debilitar o voto dado pelo povo a Bolsonaro. Abalar o resultado das eleições. Minar cada parte do governo recém-instalado. Não, não é preciso uma grande história. Basta um pedaço de história para espalhar a desinformação, o medo, o caos, a dúvida. A aleivosia é sempre recebida como verdadeira.

De 7 em 7 dias um pedido de afastamento.

O uso da mentira não ganhou as eleições em 2018 para os que se consideram donos do Brasil, nem a facada primeira matou Bolsonaro. Perdida as eleições, partiram para o tudo ou nada. Impedir Bolsonaro de governar: essa se tornou a missão oficial dos perdedores.

De 7 em 7 dias um pedido de afastamento.

Então forma-se um Cartel de Imprensa e junta-se a ele todos os perdedores, parte do judiciário, partidos políticos, Ongs de todos os tipos, artistas sem noção, condenados da justiça, senadores acusados de assalto ao erário, ex-presidentes com um objetivo claro: enfraquecer o governo.

Para isso trabalham em dois campos: alardeiam seus próprios méritos e disseminam a ideia de que Bolsonaro não devia ganhar a eleição.

Repetem, todos os dias, que são anjos e que o governo não presta, nada fez e nada faz, não tem apoio internacional, é contra a ciência e outras baboseiras mais.

De 7 em 7 dias um pedido de afastamento.

Longe de afetar o governo, a quantidade de pedidos de afastamento não mancha Bolsonaro, como alardeiam os derrotados, mas apenas mostra como os covardes não aceitam a derrota. Como tramam contra o governo. São as mesmas caras. Os mesmos que recentemente assaltaram o Brasil.

São políticos, Ongs, advogados, artistas, partidos políticos, emissoras de tevê, jornalistas, Movimentos Sociais..., nenhuma novidade, os mesmos de sempre.

De 7 em 7 dias um pedido de afastamento.

Envenenando e esfaqueando a nação, sem parar, abrindo cavidades, galerias, fazendo escorrer a mentira, tentando diminuir a confiança das pessoas no governo que elegeram, minando o sistema político e a democracia, tudo para voltar ao poder, permanecer no poder e assaltar novamente os cofres públicos.

Já são 126 facadas em Bolsonaro e na população que o elegeu e não tem o voto respeitado.

Fonte: Jornal da Cidade Online

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Contato : (84) 9604-4055

Contato : (84) 9604-4055