martins em pauta

Postagem em destaque

BRISANET A MELHOR INTERNET DO BRASIL

terça-feira, 24 de janeiro de 2023

Haddad ‘consuma ato’ que pode dar início a terrível tragédia econômico-financeira no Brasil (veja o vídeo)

 Terça, 24 de Janeiro de 2023



Nesta segunda-feira (23), ele assinou um acordo com o ministro da Economia da Argentina, Sérgio Massa, para a criação de um grupo de trabalho para viabilizar a integração econômica e financeira.

Em resumo, o acordo inclui a criação de uma moeda única entre os dois países.

O documento foi apresentado durante encontro entre o presidente brasileiro, o ex-presidiário Lula, e o líder argentino, Alberto Fernandez, que contou ainda com vários ministros e representantes de ambos os lados, na Casa Rosada, a sede da presidência do país portenho.

Vale lembrar que Haddad havia negado qualquer intenção de estabelecer uma moeda única na América do Sul ou algo similar com algum país vizinho, chegando a dar uma resposta irritada ao repórter brasileiro que o questionou a respeito, durante participação no Fórum Econômico Mundial, em Davos, na Suíça.

Mas, eis que menos de uma semana depois, ele ‘faz exatamente o oposto’.

Qualquer unificação ou trabalho que crie interdependência econômica ou monetária entre Brasil e Argentina tende a beneficiar somente o país 'de los hermanos’, considerando a terrível situação do lado de lá, com uma inflação que ultrapassou os 90% em 2022, enquanto o Brasil foi um dos países que mais se recuperou economicamente no planeta, sob o comando de Jair Bolsonaro, no cenário de pós-pandemia.

O petista nega que a nova moeda seria utilizada como a unidade monetária comum aos dois países de forma oficial, tornando-se apenas um ‘meio’ para facilitar e fortalecer o comércio ‘entre os vizinhos’.

Observem, porém, o que vem ocorrendo a sua volta… Maduro, Fernández, Lula, líderes ditatoriais da América Latina e do Caribe se reunindo logo após a eleição do ex-presidiário… os ataques às empresas e ao mercado financeiro...

Alguém ainda realmente acredita que é só isso?

Veja o vídeo:

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Contato : (84) 9 9151-0643

Contato : (84) 9 9151-0643