martins em pauta

Postagem em destaque

BRISANET A MELHOR INTERNET DO BRASIL

segunda-feira, 23 de janeiro de 2023

Em audiência de custódia, Torres diz que jamais questionou resultado de eleições

Segunda, 23 de Janeiro de 2023

REUTERS/Adriano Machado

Em audiência de custódia realizada em 14 de janeiro, o ex-ministro da Justiça e ex-secretário de Segurança Pública do Distrito Federal, Anderson Torres, afirmou ao juiz auxiliar do Supremo Tribunal Federal (STF) Airton Vieira que jamais questionou o resultado das eleições, e que não faz parte da guerra ideológica instalada no Brasil.

“Eu jamais questionei resultado de Eleição, não tem uma manifestação minha nesse sentido, eu fui o primeiro Ministro a entregar os relatórios. Essa guerra que se criou no país, essa confusão entre os Poderes, essa guerra ideológica, eu não pertenço a isso, eu sou um cidadão equilibrado e essa conta eu não devo. Eu peço que essas imagens não saiam daqui”. disse.

Torres disse ainda que sempre fez o trabalho com profissionalismo e nunca foi filiado a partido. Além disso, disse que sempre lutou pelo equilíbrio.

“Vários ministros do Supremo Tribunal Federal são testemunhas de que eu fui na casa de vários deles para buscar o equilíbrio. Eu não estou mentindo, eu não sou maluco. Eu lutei para o equilíbrio. Não tem um brasileiro no Brasil que não tenha ouvido um monte de loucuras após a Eleição, e eu sempre no equilíbrio”, afirmou.

Ainda na audiência, Torres afirmou que jamais “daria condições” para os atos criminosos ocorridos em Brasília no dia 8 de janeiro.

A determinação para a prisão de Anderson Torres foi dada pelo ministro Alexandre de Moraes em 10 de janeiro. Ele era responsável pela Secretaria de Segurança Pública do Distrito Federal quando criminosos invadiram os prédios do Congresso, do Supremo Tribunal Federal e o Palácio do Planalto.

Mais cedo, Moraes remarcou para o dia 2 de fevereiro, às 10h30, o depoimento do ex-secretário. O depoimento seria realizado nesta segunda-feira (23) a pedido da Polícia Federal. A defesa do ex-secretário estadual, no entanto, havia pedido acesso ao conteúdo de inquéritos sigilosos.

CNN Brasil 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Contato : (84) 9 9151-0643

Contato : (84) 9 9151-0643