martins em pauta

Postagem em destaque

BRISANET A MELHOR INTERNET DO BRASIL

domingo, 30 de outubro de 2022

Popularidade digital: Com debate sobre MEI, Bolsonaro dispara e ultrapassa Lula nas redes

Sábado, 29 de Outubro de 2022

Foto: Stephanie Rodrigues/g1

O presidente Jair Bolsonaro (PL) disparou nas redes sociais e ultrapassou por pouco o rival Luiz Inácio Lula da Silva (PT) neste sábado (29), véspera do segundo turno presidencial, aponta o Índice de Popularidade Digital (IPD).

O indicador, que vai de 0 a 100, é calculado diariamente pela empresa de pesquisa e consultoria Quaest e publicado pela Folha desde junho. O atual mandatário cresceu de 75,01 para 83,01 no último dia, enquanto o petista variou de 81,97 para 82,72.

A virada aconteceu após o debate entre os dois candidatos nesta sexta (28) na TV Globo, quando surgiu uma discussão sobre o Microempreendedor Individual (MEI) que foi parar nos assuntos mais comentados do Twitter e alcançou picos de buscas no Google.

Em determinado momento, o presidente pediu que o petista o parabenizasse pelos empregos criados apesar da pandemia, mas Lula rebateu dizendo que “colocaram o MEI como se fosse emprego [na conta]” e que, “na sua época, tinha carteira profissional assinada”.

A partir daí gerou-se um debate virtual sobre o conceito da sigla, com uma forte mobilização bolsonarista. O senador Flávio Bolsonaro (PL-RJ), por exemplo, escreveu no Twitter: “MEI não é trabalho, dia Lula em debate. O que Lula tem contra quem é MEI? [sic]”.

Na manhã deste sábado, o perfil oficial do ex-presidente Lula também publicou o print de uma busca questionando: “Quem criou o MEI? É só pesquisar”, referindo-se ao fato de a medida ter sido lançada em sua gestão.

O IPD é calculado por meio de um algoritmo de inteligência artificial que coleta e processa 152 variáveis dos sites Twitter, Facebook, Instagram, YouTube, Wikipedia e Google.

São monitoradas cinco dimensões: fama (número de seguidores), engajamento (comentários e curtidas por postagem), mobilização (compartilhamentos), valência (proporção de reações positivas e negativas) e interesse (volume de buscas).

O peso que cada dimensão tem na conta é determinado por um modelo assimilado pela máquina a partir dos resultados reais de eleições anteriores, com milhares de candidaturas monitoradas pela empresa.

A variável que fez Bolsonaro disparar em popularidade digital neste sábado foi sua mobilização, ou seja, os compartilhamentos.

A disputa entre os dois adversários na internet foi acirrada durante toda a campanha. Na corrida pelo segundo turno, porém, o petista se desempenhou melhor, ficando à frente do presidente em 19 dos últimos 27 dias.

No primeiro turno, o indicador apresentou forte correlação com os resultados das urnas. Apontou, por exemplo, maior aproximação de Bolsonaro a Lula, assim como Simone Tebet (MDB) à frente de Ciro Gomes (PDT).

A relação chegou a 99% na disputa presidencial e ficou acima de 82% em seis das sete disputas estaduais analisadas, como São Paulo, Minas Gerais e Rio de Janeiro, com maior erro no Rio Grande do Sul.

O IPD foi criado para fazer esse tipo de prognóstico, diferentemente das pesquisas de intenção de voto realizadas por institutos tradicionais como Datafolha e Ipec —que não têm como objetivo antever o resultado do pleito, mas medir como o eleitor pretende agir no momento das entrevistas.

FolhaPress

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Contato : (84) 9 9151-0643

Contato : (84) 9 9151-0643