martins em pauta

Postagem em destaque

BRISANET A MELHOR INTERNET DO BRASIL

sábado, 23 de julho de 2022

Em audiência de custódia, Justiça concede liberdade sob pagamento de fiança de 200 salários mínimos a jogador que matou motociclista em acidente

Sábado, 23 de Julho de 2022

Renan, zagueiro, do Bragantino, acidente — Foto: Lucas Rangel/TV Vanguarda

A justiça concedeu liberdade ao zagueiro Renan, preso por matar um motociclista em um acidente em Bragança Paulista. O jogador passou por audiência de custódia na manhã deste sábado (23) e a justiça decidiu pela liberdade sob o pagamento de fiança de 200 salários mínimos, equivalente a R$ 242 mil.

O zagueiro do Palmeiras que estava emprestado ao Bragantino foi preso depois de se envolver um um acidente com vítima fatal nesta sexta-feira (22). Horas após o acidente, ele passou por exame de sangue que não constatou álcool no sangue, mas a polícia determinou a prisão com base no depoimento dos policiais, que alegaram que ele tinha odor de álcool e que havia confessado ter bebido.

Renan ainda não era habilitado. Ele tinha conseguido uma permissão para dirigir, mas que estava suspensa depois de cometer uma infração. Ele foi indiciado por homicídio culposo – quando não há a intenção de matar – com qualificadora de dirigir sem habilitação e sob efeito de álcool.

Na decisão, o juiz concedeu a ele liberdade sob pagamento de fiança de 200 salários mínimos. Além de restrições de atividades e proibição de deixar a cidade e o país.

“Ante o exposto, concedo a liberdade provisória ao autuado Renan Victor da Silva, mediante recolhimento de fiança, no valor de 200 salários mínimos; além do compromisso de comparecer a todos os atos do processo, quando convocado, mantendo endereço atualizado nos autos; proibição de frequentar bares, prostíbulos e casas de shows; proibição de se ausentar da comarca, sem autorização judicial; e, obrigação de entregar seu passaporte para a polícia federal, no prazo de 72 horas; Tudo sob pena de revogação do benefício”, disse na decisão o juiz Fábio Camargo.

Ao g1, a defesa do jogador informou que vai pagar a fiança e que Renan vai seguir colaborando com as investigações.

Sem habilitação e sob efeito de álcool

Após o acidente, a Polícia Rodoviária Estadual (PRE) esteve no local e constatou no atendimento que o jogador tinha odor de álcool, além de haver uma garrafa de bebida próximo ao veículo. Os agentes pediram que ele fizesse o teste do bafômetro, mas Renan se recusou e foi levado à delegacia.

De acordo com a Polícia Civil, o jogador contou aos policiais que antes do acidente havia passado a madrugada em uma festa em Campinas e confessou ter bebido no local.

Além disso, Renan não tinha habilitação. De acordo com a PRE, ele tinha uma permissão para dirigir, que é feita antes do documento oficial. No entanto, no período em que se está com a permissão, não é permitido cometer infrações, sob pena de perda, o que aconteceu com o jogador.

Com isso, foi indiciado por indiciado por homicídio culposo – quando não há a intenção de matar – com qualificadora de dirigir sem habilitação e sob efeito de álcool. A pena dos crimes não permite fiança e, assim, foi mantido preso.

O acidente

O acidente aconteceu por volta das 6h30 na rodovia na Rodovia Alkindar Monteiro Junqueira. De acordo com a polícia, Renan seguia no carro quando invadiu a pista contrária e atingiu o motociclista. A vítima, Eliezer Pena, 38 anos, não resistiu aos ferimentos e morreu no local.

Eliezer era casado e pai de duas filhas pequenas. Ele havia começado no novo trabalho na semana passada. Nas redes sociais, amigos e familiares lamentaram a morte dele.

g1

OPINIÃO DOS LEITORES

  1. Caso seja condenado, o dinheiro da fiança vai para o pagamento dos custos do processo, multas e indenização de danos cometidos. Se sobrar algum valor após essas despesas, o dinheiro é devolvido ao condenado. Se o réu for absolvido, o valor volta integralmente para ele, com as devidas correções monetárias.

  2. Por favor, sem ataques gratuitos, alguém pode me esclarecer para onde vai o dinheiro dessas fianças? Muita gente se safando da cadeia do porque paga. Será que esse dinheiro vai pelo menos para pagar o sepultamento da vítima?
    Eu não sei. Juro que não sei. Um jurista poderia explicar?

    1. Sheila Miranda, Exatamente isso que indago sobre qualquer fiança: o destino do dinheiro. Deveriam esclarecer.

  3. A nossa Lei é uma vergonha. Rico, jamais será punido. Paga a fiança e está liberado para novo delito.

  4. Não tirando o ato criminoso que esse “cidadao” perpétuou, pois para a esquerda criminoso é cidadão, porém com a justiça tem dois pesos e duas medidas, uma fiança milionária dessas, porém um “cidadao” para não chamar de larápio, ou em.outras palavras, ladrão, roubou, chefiou o maior sistema de corrupção no Brasil, com uma caneta da foi solto, sem devolver ou pagar quaisquer obrigação pecuniária, esta solto e candidato a presidente. Entenda esse país… kkkk

    1. Tu conversa uma merda grande vice, tu é apaixonado por Lula, só fala nele

  5. Para a família da vítima sobrou apenas o luto.
    Que país é esse?
    O cara sem habilitação, recusou fazer o teste do bafômetro.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Contato : (84) 9604-4055

Contato : (84) 9604-4055