martins em pauta

Postagem em destaque

BRISANET A MELHOR INTERNET DO BRASIL

quinta-feira, 10 de fevereiro de 2022

Cai a última narrativa contra Bolsonaro e deixa o "sistema" em colapso

 Quinta, 10 de Fevereiro de 2022

A vida do presidente Bolsonaro parece uma série de ação. Teve atentado, muita conspiração, vilões que buscam o domínio global e muita espionagem.

Nas cenas do último capítulo...

A Corregedoria da PF (Polícia Federal) concluiu que o inquérito divulgado pelo presidente Jair Bolsonaro, que continha informações sobre suposto ataque hacker ao TSE (Tribunal Superior Eleitoral), não estava sob sigilo judicial.

Segundo informações, o inquérito não estava sob sigilo de justiça, pois estava em andamento e, portanto, sob sigilo funcional.

Um documento da Corregedoria, assinado por Daniel Carvalho Brasil Nascimento, detalha a investigação interna:

"Saliente-se, por oportuno, que o referido inquérito policial federal não restava abarcado por decisão judicial de sigilo, bem como não havia medida cautelar sigilosa em andamento, portanto, apresentava o sigilo relativo próprio dos procedimentos de investigação criminal", diz.

O deputado federal Filipe Barros (PSL-PR) solicitou as informações contidas no inquérito policial com o objetivo de subsidiar os debates da comissão do Congresso Nacional que analisava o voto impresso.

A autorização para acessar o inquérito foi dada pelo delegado Vitor Campos, que preside a investigação dentro da PF.

"Noutro ponto relevante, o deputado federal Filipe Barros encaminhou ofício fazendo constar o número do inquérito policial federal indicando sua ciência sobre sua existência da investigação em momento anterior à remessa de sua cópia pelo delegado Vitor Campos. 
Noutros termos, não houve dolo direto de revelar informação, mas de atender solicitação de deputado federal em nome de comissão especial da Câmara dos Deputados, devidamente motivada sob fundamento de interesse público" destaca o relatório.

A última narrativa caiu por terra...

Fonte: Jornal da Cidade Online

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Contato : (84) 9604-4055

Contato : (84) 9604-4055