martins em pauta

Postagem em destaque

BRISANET A MELHOR INTERNET DO BRASIL

domingo, 30 de outubro de 2022

Novos detalhes e imagens de grave ataque contra Zambelli, que sacou a arma para proteger filho de 14 anos (veja o vídeo)

 Domingo, 30 de Outubro de 2022


A assessoria de comunicação da parlamentar divulgou mais detalhes do caso, destacando a gravidade da situação, como o fato dela estar acompanhada de seu filho, menor de idade, ao qual teve que defender.

Confira:

Neste sábado (29), por volta das 16H45, a deputada federal Carla Zambelli (PL) foi vítima de uma agressão no bairro Jardins, em São Paulo.

O episódio aconteceu quando a deputada estava de saída de um restaurante localizado entre a Avenida Lorena com a Rua Joaquim Eugênio Lima.

“Não foi um simples pressentimento. O restaurante possui várias janelas e enquanto eu ainda estava no local com meu filho de 14 anos, observei uma movimentação estranha pelas imediações.”

Ao sair do restaurante, vários homens e uma mulher começaram a cuspir na deputada que foi chamada de filha da puta e prostituta espanhola. Testemunhas locais informaram que o grupo gritava o nome de Lula.

Após cair no chão. Numa fração de segundos, a deputada examinou o fluxo de pessoas, sacou uma arma da cintura e acelerou em direção ao agressor que entrou num bar. Não houve disparos, mas Carla ficou com hematomas nas pernas após o ataque.

A deputada federal possui registro de arma de fogo para defesa pessoal e não estava descumprindo a resolução do TSE que proíbe o porte apenas aos CACs ou para ingresso de armas em seções eleitorais. 

Segundo o artigo 54-A, fica proibido o transporte de armas e munições, em todo o território nacional, por parte de colecionadores, atiradores e caçadores no dia das Eleições, nas 24 horas que o antecedem e nas 24 horas que o sucedem.

Após o incidente, Carla Zambelli registrou boletim de ocorrência contra os agressores. 

Fatos ocorridos nas últimas 24 horas, com ameaças de morte por militantes petistas nas redes, ligam sinal de alerta.

Na noite desta sexta-feira (28), dados pessoais da deputada Carla Zambelli e de diversos apoiadores do Presidente Bolsonaro(PL) foram divulgados em postagens do Twitter e outras plataformas. No Twitter, o perfil falso chamado @stcdados foi um dos primeiros a compartilhar o conteúdo que foi amplamente divulgado. Um dos perfis que participaram do crime foi o @anonymousSTC, que conta com vários seguidores conhecidos como Jean Willys, Manuela D'ávila e alguns jornalistas com perfil verificado.

Pouco antes do último debate presidencial, Zambelli começou a receber milhares de ligações e mensagens ofensivas de desconhecidos. Até 2h de sábado (29), o telefone havia recebido mais de 800 ligações e mais de 42 mil mensagens de whatsapp.

O episódio fez com que apoiadores repudiassem a divulgação da privacidade e o ataque pesado que Carla recebeu. 

A deputada está encaminhando todas as mensagens para a sua equipe jurídica e garantiu que acionará a todos que participaram nas esferas penal e cível. 

Nos vídeos abaixo confira o momento em que os petistas atacam e agridem verbalmente a deputada e a empurram. Na sequência, vem toda a cena de perseguição.

Assista:

  • Fonte: Jornal da Cidade Online

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Contato : (84) 9 9151-0643

Contato : (84) 9 9151-0643