martins em pauta

Postagem em destaque

BRISANET A MELHOR INTERNET DO BRASIL

quarta-feira, 22 de junho de 2022

Em Comissão, Randolfe ficará frente a frente com ministro da Justiça e deve ser desmoralizado

 Quarta, 22 de Junho de 2022

A Comissão Temporária Externa do Senado, presidida pelo senador Randolfe Rodrigues e criada para acompanhar os desdobramentos do aumento da violência na Região Amazônica e os assassinatos do indigenista Bruno Pereira e do jornalista britânico Dom Phillips, aprovou o seu "plano de trabalho". 

Segundo os senadores da Comissão, as audiências começarão na próxima quarta-feira (22) com depoimentos dos representantes da União dos Povos Indígenas do Vale do Javari (Univaja) às 10h e, às 14h, do ministro da Justiça, Anderson Torres, a ser convidado a participar.

Além do ministro da Justiça, entre as autoridades que também serão chamadas à comissão, ainda sem data definida, estão o procurador-geral da República, Augusto Aras, que está na região do Vale do Javari, o presidente da Funai, Marcelo Xavier, e o prefeito de Atalaia do Norte (AM), Denis Paiva.

Segundo plano aprovado, os senadores querem entender a possível relação das mortes do indigenista e do jornalista inglês com o esquema de pesca ilegal e narcotráfico.

Na prática, a Comissão mais parece um novo "palanque" do senador Ranfolfe para, novamente, atacar o Governo do presidente Jair Bolsonaro.

Randolfe ainda segue em busca de uma narrativa descabida para prejudicar a imagem de Bolsonaro.

Pelo jeito, não aprendeu a lição e, frente a frente com o ministro Torres, deve ser novamente desmoralizado.

Fonte: Jornal da Cidade Online

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Contato : (84) 9604-4055

Contato : (84) 9604-4055