martins em pauta

Postagem em destaque

BRISANET A MELHOR INTERNET DO BRASIL

segunda-feira, 4 de outubro de 2021

Ciro e Lula: A briga, a trégua e a destruição final

 Segunda, 04 de Outubro de 2021

Realmente especula-se que tanto Lula, quanto Ciro, teriam sua fatia do bolo, e que o planejamento todo iria nesse sentido.

O revezamento era uma parte do cronograma da implementação socialista-comunista através do processo democrático nos países desse continente.

Porém, Lula nunca gostou da força e da influência política de Ciro na esquerda, e nas configurações partidárias nos estados, onde os blocos acabavam definidos pelo PT, ele sempre enfraqueceu politicamente o cearense.

Quando Lula escolheu Dilma, para ser candidata à presidência, Ciro se sentiu abandonado.

Ao PDT, ministérios e secretarias, mas nunca, em nenhuma hipótese, a cadeira de presidente.

A ideia de Lula era comandar o país inteiro indiretamente por Dilma, já que não teria como renovar o mandato após os oito anos.

Quando a lava jato explodiu, com Mensalão, Petrolão, Dilma removida e Lula preso, Ciro se vingou desvinculando sua imagem dos antigos aliados, e endossando a crítica.

O resultado foi o aumento do distanciamento dos blocos de esquerda, que culminou mais uma vez na escolha de Haddad para substituto de Lula. Para Ciro, foi um rompimento definitivo.

E tudo culmina na nossa atual configuração política, na qual Bolsonaro se torna um inimigo potencial de toda a esquerda, mas que se fortalece visto a ânsia pelo poder, e falta de unidade política de seus oponentes.

A minha previsão é que logo vão se entender por um período, visto a força de Bolsonaro, pois de outro modo não teriam chance mínima frente a nova onda conservadora que se levantou, e não se abala com as mentiras da grande mídia.

Mas assim que o jogo acabar, a história insistirá em nos lembrar, como terminam as famosas alianças camaradas.

Com Trotski sendo morto por Stalin, ou Che abandonado por Fidel na Bolívia.

"Hasta la victoria sempre" era usado mesmo entre amigos, e a "causa" sempre foi a mesma; poder a todo custo.

Nunca foi pelo proletariado companheiro. Mas, não perca a ternura por causa disso.


Fonte: Jornal da Cidade Online

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Contato : (84) 9604-4055

Contato : (84) 9604-4055