martins em pauta

Postagem em destaque

BRISANET A MELHOR INTERNET DO BRASIL

sexta-feira, 23 de julho de 2021

O ataque é a melhor defesa

 Sexta, 23 de Julho de 2021

Quem berra isso aos 4 ventos é o pessoal que mata e morre (mais mata que morre) pelos governos do PT, que sucessivamente tiveram como ministros da Casa Civil Sumidades (que faziam sumir nosso dinheiro), e/ou Mercadores (que compravam parlamentares a grosso e a varejo), para alcançar o desígnio de se perpetuarem no Poder a qualquer preço - desde que pago por nós, claro.

E pelo 4º Andar do Palácio do Planalto passaram, em ordem de importância: Dilma Rousseff (a 1ª "Presidenta" cassada da História do Brasil); José Dirceu (deposto, cassado e preso pelo Mensalão); Antonio Palocci (condenado e preso pela Lava Jato); Gleisi Hoffmann (a "Amante" das planilhas de Odebrecht); Jaques Wagner (um carioca que tira onda de baiano, mas é mais Come-Quieto que qualquer mineiro); Erenice Guerra (Oi, sumida!); e o mais breve e mais famoso: Luis Inácio Lula da Silva, aquele para quem o Bessias foi levar o decreto de posse para que fosse usado "Caso precisasse".

É esse tipo de gente que serve de referência para os que condenam Ciro Nogueira como Ministro-Chefe da Casa Civil!

Nem mesmo Marx (o Groucho) seria capaz de fazer um roteiro tão non-sense. Daí que deixou que o outro Marx (o Karl) servisse de inspiração para tal ópera burlesca. No sentido de Burla, principalmente.

Mas considerando que petista é aquele futriqueiro que sabe tudo que os outros fizeram e não se lembra de nada do que andou fazendo, voltemos ao caso "Com Ciro, Bolsonaro traz o Centrão para Dentro da Cozinha do Planalto":

JB está sendo acossado por todos os lados - principalmente o de trás. O que tem de adélios orbitando o governo é coisa que o faz dar murro em ponta de faca desde que assumiu;

Só para citar os mais poderosos, temos o STF, que decretou o Trânsito em Julgado do Delenda Bolsonaro - nem que para isso tivessem que ressuscitar o Lula;

Rodrigo Pacheco, presidente do Senado (e do Congresso), que foi picado pela Mosca Azul da 3ª Via e está, com seu jeito vaselíneo, esperando o cavalo passar selado;

A velha mídia, que bate em JB dia sim, o outro também, ao tempo que procura - em busca da divisão do seu eleitorado -, um nome, qualquer nome, que leve a eleição para o 2º Turno. E que aí a tal 3ª Via se juntaria a Lula. Um D. Sebastião redivivo, graças aos Druidas do STF;

Falar do STF é lembrar do TSE, hoje presidido pelo Barroso, que se juntou ao Alexandre (Grande...), que vai sucedê-lo e comandar o Execrável Tribunal nas eleições de 2022 numa cruzada para trocar membros da Comissão Especial da PEC do Voto Auditável, de forma que esta seja morta no ninho;

O que move esses ministros? O "Perigo de Judicialização" das eleições. É a primeira vez que se ouve falar de juízes que não querem (e temem!) a Judicialização de algum feito! Ah, Marx! (o Groucho), você NUNCA entraria para esse clube, se o aceitassem como sócio!!!

Aí Bolsonaro, que de bobo não tem nada, ao ver que o Aliança não foi registrado (um novo partido permitiria a migração de deputados, sem perda de mandato); que o mesmo STF destituiu o presidente do Patriota (para onde Flavio, o filho senador, já tinha ido), fechando-lhe as portas do partido; que a CPI e o Inquérito das Fake News (ambos fakes, e feitos para derrubá-lo) foram prorrogados pelo Rodrigo e pelo Alexandre (o tal Grande...), decidiu tirar a arma do coldre e juntar pedras para fazer uma trincheira. Assim:

Arthur Lira, o presidente da Câmara, é do PP. E tem a prerrogativa de aceitar, ou não, um pedido de impeachment (lembram do Eduardo Cunha? Pois é...);

O PP (ao qual JB foi filiado por muito tempo), tem 41 deputados federais e 7 senadores - e um destes é justamente Ciro Nogueira, que é também o presidente nacional do Partido;

O governo fez de deputados federais ministros (Onyx, Fabio Faria, Teresa Cristina, João Roma) e a coisa passou a fluir na Câmara. Em compensação, nem um só senador virou ministro, e o relacionamento institucional com o Senado apresenta problemas;

O PP está em processo avançado de fusão com o DEM e com o PSL, o que redundará em um superpartido com 121 deputados federais e 15 senadores. Além disso, por ser uma nova sigla, permitiria a desejada migração de deputados, engordando ainda mais a bancada;

Ciro Nogueira ministro não mudaria um milímetro da política econômica do governo, muito ao contrário: azeitaria a relação com o Senado, para aprovar a agenda de Paulo Guedes;

A "Virada de Mesa" é tão grande que junta Ciro Nogueira, ACM Neto, Luciano Bivar, e outros menos votados. E traria milhões e milhões do Fundão Eleitoral para a nova agremiação. Além de ganhos marginais (sem trocadilho) como João Leão, vice de Rui Costa, que deve assumir o governo da Bahia quando o Rui se desincompatilizar;

O próprio Ciro Nogueira seria ministro por pouco tempo. Também teria de se desincompatibilzar, porque é candidatíssimo ao governo do Piauí. E tem um detalhe: a suplente de Ciro é... a própria mãe de Ciro! Tudo em casa!!!

O plano então seria desdobrado: partir para fazer bancadas de senadores e de deputados ainda maiores; lançar candidatos muito fortes para governador - como Tarcísio em SP, Teresa Cristina em MS, Fábio Faria ou Gilson Machado no RN, Ciro Nogueira no Piauí, ACM Neto na Bahia e outros nomes, em outros estados. Seria não só um Arrasa-PT, mas um verdadeiro Arrasa-Quarteirão;

Aí Bolsonaro chegaria às eleições de 2022 como presidente da República, (Impeachment, nem pensar), candidato pelo maior partido do Congresso, com concorrentes fortíssimos nas eleições para governadores dos estados, numa eleição com urnas auditáveis (Tomara!), a Economia em alta e a popularidade mais alta ainda.

Além de Imbrochavel e Imorrível, também seria Imbatível.

Alberto Saraiva

Fonte: Jornal da Cidade Online

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Contato : (84) 9604-4055

Contato : (84) 9604-4055