martins em pauta

Postagem em destaque

BRISANET A MELHOR INTERNET DO BRASIL

quarta-feira, 21 de julho de 2021

Filósofo esquerdista tenta descredibilizar o Voto Impresso Auditável e é calado por deputado

 Quarta, 21 de Julho de 2021

Joel Pinheiro, filósofo e colunista do jornal Folha de S.Paulo, usou sua conta no Twitter para questionar a credibilidade do Voto Impresso Auditável, nesta terça-feira (20):

“Defensores do voto impresso, respondam: apuram-se os resultados por via eletrônica. Tudo contado. Daí vem a conferência dos votos impressos. Nessa, um dos apuradores some com alguns papeizinhos, e o resultado da contagem manual não bate com a eletrônica. E aí, o que acontece?" 
O que o filósofo não esperava era receber uma resposta contundente do deputado federal Filipe Barros, relator da PEC do Voto Impresso:
“O mecanismo tecnológico que coloco no substitutivo, acatando sugestão dos técnicos do TSE, a certificação digital da cédula impressa gerando uma identidade dela com o RDV, anula essa hipótese que você coloca, Joel”, escreveu o deputado, nos comentários da postagem.

Mesmo assim, Joel prosseguiu:

"Ora, e como o cidadão vai verificar se essa certificação digital está fraudada ou não? Vai ter que ter fé no sistema de certificação. Exatamente o que se critica nas urnas.
Você iria gastar bilhões, adicionar mais um elo fraudável na corrente e voltar pra 'fé' no eletrônico."

Filipe respondeu:

"Joel, a cédula impressa serve justamente pra que o eleitor não dependa de fé exclusivamente no sistema: o eleitor vê com seus próprios olhos que seu voto foi registrado corretamente."

Totalmente "calado" em suas narrativas, Joel tentou novamente descredibilizar o Voto Impresso Auditável:

"Mas a certificação funcionaria justamente pra garantir que os milhares de apuradores não roubem, troquem, sumam com as cédulas. Mas para confiar que isso funcione, temos que confiar no sistema da certificação."

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Contato : (84) 9604-4055

Contato : (84) 9604-4055