martins em pauta

Postagem em destaque

BRISANET A MELHOR INTERNET DO BRASIL

quarta-feira, 13 de outubro de 2021

O preço da coragem!

 Quarta, 13 de Outubro de 2021

Os rumores de que Alcolumbre não pautará a sabatina de Mendonça ao cargo de Ministro do Supremo evidenciam a verdadeira face manipuladora da "Constituição Cidadã" socialista: Como alguém que nem é Presidente de Poder pode paralisar a nação a seu bel-prazer?

Parece que alguns políticos ainda não entenderam o sinal do Povo ao eleger Bolsonaro e insistem nas velhas práticas marxistas de ameaças e chantagens, ao sabor da “Constituição”.

Ainda assim, o Presidente vai colocar as coisas no lugar, como tem feito – seguindo a Lei, mesmo que demore.

Por outro lado, a Direita marxista o acusa de frouxo e traidor, mas esconde suas reações. O Presidente, no entanto, está disposto a pagar o preço, algo que fracos e traidores não fazem.

Explico.

Recentemente, durante a 1ª Feira do Nióbio, o Presidente falou ter recebido “recados de dentro do Senado” para trocar a indicação do nome ao cargo aberto no Supremo – num claro sinal de chantagem: “a gente resolve CPI, a gente resolve tudo, mas dê a vaga do Supremo.”

Não basta Alcolumbre, presidente da CCJ do Senado, estar postergando a sabatina por três meses sob a estapafúrdia alegação de que é preciso “amadurecimento político”, sendo que o cargo é para o Judiciário. É evidente que aí tem coisa!

Sabia que ele perdeu o poder de articular 6 Bilhões em emendas? A Direita marxista comentou sobre isso? Ué?

Só não imaginávamos haverem mais envolvidos: cada qual com interesses nada republicanos. O relacionamento de políticos e juízes parece ser um gargalo histórico: gente com longa capivara obviamente quer um juiz “macio” para resolver ou, ao menos, protelar seus problemas até a prescrição.

Esse tipo de procedimento foi logo confirmado pelo ex-senador Magno Malta.

Pior: ele afirmou que isso acontece há anos! Mas declarou apoio e pediu resistência:

“Força Presidente! Você tem (...) Deus e o Povo!”

Finalmente, o Presidente deu nome aos bois ou, se preferir, “ao boi”: citou nominalmente o Presidente da CCJ/Senado – que se viu envolvido em áudios comprometedores. Disse Bolsonaro:

“Quem não está permitindo a sabatina é o Davi Alcolumbre. O Davi Alcolumbre é uma pessoa que eu ajudei por ocasião das eleições ainda na Câmara (...) Quem pode não querer é o plenário do Senado, não é ele. (...) O que ele está fazendo não se faz. (...) Se ele quer indicar alguém para o Supremo, ele pode indicar dois. Ele se candidata a presidente.”

Mas a história não acabou.

Apenas algumas mídias e jornalistas de esquerda repercutiram a entrevista do Presidente, que deixou claríssima sua posição. Mesmo que rejeitem o nome de André Mendonça, ele indicará outro nome evangélico, conforme prometeu:

“No meu compromisso que eu fiz junto aos evangélicos, será outro evangélico. [Mas] Eu acho que o André vai dar certo."

Sobre isso, quase nada vimos na Direita marxista.

Muitos influenciadores dessa turma apenas olham a si mesmos, querem cargos e, se possível, dar ordens ao Presidente. Governar sem se eleger. Onde vimos este filme antes?

Dizem que Bolsonaro é "fraco" (mas falou verdades na ONU), vive de "acordos" (mas só leva facada nas costas) e se mistura com corruptos (mas é traído o tempo todo). Só eles sabem o que é “bom” para o Brasil com suas propostas radicais, mas viviam calados – em sua imensa maioria – durante 35 anos de governos de esquerda.

Alguns são oportunistas da "críticas construtivas" (feita de xingamentos). Contra a esquerda, pouco falam hoje em dia. Vivem de morde e assopra. Sabe por quê? Clientelismo. Se falarem abertamente que são oposição ao Presidente, perdem CLIENTES. Falam o que os emocionados querem ouvir.

Mas aqui esta é a verdade: Bolsonaro está disposto a pagar o preço para não se dobrar ao sistema! Aos políticos que traem a pátria, nossa resposta virá nas urnas! À Direita marxista, nossa reprovação e desinteresse.

Parabéns, Presidente! Sua coragem nos inspira!

Oremos pelo nosso Brasil!

Angelo Lorenzo

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Contato : (84) 9604-4055

Contato : (84) 9604-4055