martins em pauta

Postagem em destaque

BRISANET A MELHOR INTERNET DO BRASIL

segunda-feira, 6 de setembro de 2021

Manchetes da velha imprensa maculam o real objetivo da manifestação de 7 de setembro

Segunda, 06 de Setembro de 2021

"O dia do grande golpe”; “Manifestação antidemocrática tem apoio do exército; “Armados, manifestantes tentarão intimidar ministros do STF”. Essas e outras manchetes tendenciosas da velha imprensa tomam conta do noticiário e maculam o real objetivo da manifestação do Dia da Independência.

Sem ouvir os dois lados da história e repercutindo “videozinho” da internet de personagens desconhecidos, o enviesado jornalismo atual flerta com a mentira e revela sua face partidária e seu espírito para a desonestidade intelectual.

Ao contrário do que a imprensa tradicional induz, a ideia do dia 7 de setembro é uma manifestação pela defesa da democracia e das liberdades. Em um país democrático, o povo deve se manifestar, declarar posições, reivindicar dos poderes àquilo que considera justo.

Não existe ilegalidade nenhuma na população assumir seu papel (demo-povo/cracia-poder). As bandeiras pregadas são a favor da independência de poderes, uma basta ao ativismo judicial e uma defesa as liberdades individuais e da própria Constituição.

Hoje é evidente que vivemos uma ditadura da “toga”. São 123 ações do STF contrárias ao governo federal, num período de dois anos e meio. É um interferência absurda; é um aparelhamento que sufoca a democracia e evidencia que existe uma tentativa clara de controlar o executivo por meio da judicialização.

É preciso mais honestidade intelectual tanto da mídia como daqueles que não gostam do atual presidente para assumirem que o STF está “gozando” na cara da democracia. O grande problema é que isso gera precedentes e, independente de quem está no poder, sofrerá as consequências do crescimento deste "super poder".

Não observei em nenhuma reportagem, uma entrevista com coordenadores da manifestação ou com pessoas “normais” que estarão nas mobilizações - cidadão de bem que vão por estarem indignados com a engrenagem maquiavélica do judiciário e com o aparelhamento do establishment político que inviabiliza a governança do Poder Executivo.

A imprensa tradicional e "torcedora", influenciada pelo itinerário progressista, prefere dar vozes àqueles que destoam do espirito geral da manifestação; a ideia, com isso, é diminuir a credibilidade da iniciativa e corromper o seu genuíno tom democrático.

As pessoas não estão apenas interessadas em apoiar o Presidente, mas em combater os abusos cometidos contra a República por alguns tiranos que fingir em defendê-la

O movimento, portanto, não é para incentivar a invasão ao STF e ao Congresso Nacional. Por enquanto é apenas um recado contundente: “o povo está acordados”. Viva 7 de setembro! Vida mais um dia pela “independência”.

Thiago Lagares. Jornalista@thiago.lagares

Fonte: Jornal da Cidade Online

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Contato : (84) 9604-4055

Contato : (84) 9604-4055