martins em pauta

Postagem em destaque

BRISANET A MELHOR INTERNET DO BRASIL

sábado, 11 de setembro de 2021

Um espelho para Barroso e uma má notícia aos “canhotas” (veja o vídeo)

 Sábado, 11 de Setembro de 2021

“O homem que vê mal vê sempre menos do que aquilo que há para ver; o homem que ouve mal ouve sempre algo mais do que aquilo que há para ouvir”. (Friedrich Nietzsche).

Comemoram “os canhotas” de todos os matizes o recuo de Bolsonaro. Imaginam que esse recuo fará com que os que protestam contra o sistema corrupto implantado no Brasil, abandonarão suas convicções e mudarão de lado.

Ledo engano! Agora tudo está mais claro.

Sempre soubemos que eleição de Bolsonaro era apenas uma pequena parte do poder. Um terço, para ser mais especifico.

Sempre soubemos que todo o sistema estava aparelhado por agentes corruptos e que eles fariam de tudo para sabotar o governo.

Sempre tivemos consciência que tínhamos conquistado a cabeça do governo, não todo o corpo.

O corpo permanece infectado.

Bolsonaro fez parte do serviço dedetizando e enxotando as moscas que infestam o cadáver putrefato do Estado, sob o qual se banqueteiam as autoridades que perseguem brasileiros e mantém o sistema corrupto.

Lembram de Sérgio Moro que tinha apoio incondicional da direita? Era considerado um Super-Herói por todos. Nas ruas bonecos retratando sua imagem. Nas casas. Nos bares. Nas festas. Nas apresentações de espetáculos... Então a verdade se fez: ele era apenas mais um agente a serviço da podridão. Era o mais do mesmo.

Tudo ficou mais claro e viramos as costas a ele. Ficamos tristes, abatidos, mas não derrotados.

O movimento direitista prosseguiu cada vez mais forte e descambou nesse apoio ESPETACULAR de milhões, de norte a sul do país, todos defendendo as pautas da direita.

Bolsonaro recuou. É verdade. Mas o recuo de Bolsonaro, assim como a morte do Cristo Crucificado, nos uniu ainda mais. Ao morrer, Cristo tornou a religião cristã gigante, pois mostrou que nada devemos temer; mostrou que a covardia está em todos os lugares da terra; mostrou que a injustiça campeia em todos os pontos; mostrou que não devemos ter medo!

O recuo de Bolsonaro, assim como a traição de Moro e a morte de Cristo nos tornou mais fortes. Nos deu mais clareza. E nos mostrou que nossa luta é justa.

O 7 de Setembro esfregou na cara da imprensa a mentira repetida por eles de que: “Somente Bolsonaro quer os Ministros do STF fora”.

Ficou evidente que não era só o Presidente que queria e quer membros do STF fora, mas milhões e milhões de brasileiros que foram às ruas, de norte a sul do país, pediram a mesma coisa, assim como pediram urnas auditáveis.

Isso ficou muito claro. Evidente até para os Ministros. Deveriam estar envergonhados e em nome da boa convivência renunciar aos cargos.

Mas, não! Leiam o que disse Barroso:

Lembrando que Barroso e a imprensa atuaram em vários casos em que convenceram os juízes a mudar as leis brasileiras: de anencéfalos, união civil de homossexuais, células-tronco… Juntos, Barroso e a Imprensa e ele confessa no vídeo que... “Ter a imprensa a favor é uma delícia”.

“Conhecerás a mentira e a mentira te aprisionará”. (Barroso).

Agora vejam o cinismo de Barroso ao defender o terrorista Cesare Battisti no vídeo do Programa da Jovem Pan, em 9 de abril de 2021.

Augusto Nunes, relembrando a ocasião em que Barroso defendeu Cesare Battisti, terrorista italiano, condenado por quatro assassinatos, afirmou:

“Com a cumplicidade do ministro da Justiça da época, Tarso Genro, eles transformaram um assassino psicopata num refugiado político, e aí o próprio Battisti esclareceu tudo ao chegar à Itália. Disse:
- “Não, eu matei sim”. Eles negaram a participação do Battisti nos homicídios. Esse é o ministro Barroso”.

Na abertura da sessão do Tribunal Superior Eleitoral de 9.09.2021, depois de insultar o Presidente várias vezes e dizer que o Presidente atacava a Justiça Eleitoral por falta de coragem de atacar o Congresso Nacional. Concluiu:

“Insulto não é argumento. Ofensa não é coragem. A incivilidade é uma derrota do espírito. A falta de compostura nos envergonha perante o mundo. A marca Brasil sofre, nesse momento, uma desvalorização global. Somos vítimas de chacota e de desprezo mundial”.

Eu também concluo dizendo:

Senhor Barroso, eu concordo quando o senhor afirma que a: “A falta de compostura nos envergonha perante o mundo. A marca Brasil sofre, nesse momento, uma desvalorização global. Somos vítimas de chacota e de desprezo mundial”. Mas NÃO pelos motivos que o senhor enumera.

Eis os motivos pelos quais somos vítimas de riso e chacota:

- Milhões de brasileiros saem às ruas pedindo a deposição de Ministros do STF. Isso, sim, envergonha nossa nação! Isso é motivo de chacota perante o mundo, de desprezo mundial. Sabe por que Ministro? Vocês se autointitulam de “SUPREMOS”. Suprema sabedoria. Mas que sabedoria é essa que o povo rejeita?

O mundo pensa: como 11 pessoas (agora são 10, pois aquele que era conhecido como “juiz de merda”, segundo Saulo Ramos - história relatada no livro “Código da Vida”, já se aposentou) podem ser tão odiadas, tão asquerosas, ao ponto de não perceberem que a nação não os quer dirigindo absolutamente nada? Por que não renunciam? Como isso pode ter acontecido, se pergunta o mundo civilizado. E tome gozação e tome chacota.

Vou novamente enumerar o que disse Leandro Narloch, neste 8 de setembro em artigo para a Folha intitulado:

“Abusos e ilegalidades do STF dão força ao bolsonarismo”:

1- “O STF proibiu o TCU de examinar denúncias de mordomias concedidas pela Itaipu a... ministros do STF.
2- Proibiu a investigação contra Dias Toffoli, apesar dos fortes indícios de venda de sentenças do TSE (curioso esse fato não ter gerado um clamor na imprensa equivalente ao caso Temer e JBS).
3 - O STF enterrou a Lava Jato em Brasília, sendo que ele próprio tinha determinado que o lugar dela era no Paraná.
4 - Alexandre de Moraes assopra a brasa do bolsonarismo quando mantém inquéritos ilegais, bloqueia a conta de organizadores de passeatas, desmonetiza canais de humor que o satirizam no YouTube ou prende deputados baseado em termos controversos como o “mandado de prisão em flagrante”.
5 - A melhor forma de conquistar respeito é fazer por merecê-lo. Gilmar Mendes, Dias Toffoli, Alexandre de Moraes e Ricardo Lewandowski não contribuem para a respeitabilidade do STF quando contrariam o que diz com toda a clareza a Constituição.
6 - Foi o caso de voto desses quatro a favor da possibilidade de reeleição de Maia e Alcolumbre.
7 - Ou a decisão de Lewandowski de manter os direitos políticos de Dilma, em 2016.
8 - Quando os ministros se incumbem da tarefa de determinar o que é fake news ou “anticientífico”, sem haver nas leis nacionais um parágrafo dizendo que a sociedade cedeu ao Estado o direito de determinar o que é científico, o STF perde respeito e gera ódio”.

Percebeu, Ministro, porque somos motivo de chacota? Não se sente envergonhado por todos esses motivos?

Em qualquer país do mundo civilizado, senhor Ministro, todos seriam obrigados a renunciar, seriam presos e processados por crimes contra a nação.

Afinal, que suprema sabedoria é essa que ninguém do país quer?

Sim, Ministro Barroso, os brasileiros de bem sabem quem são os farsantes!

A visão que o povo brasileiro tem das autoridades, bem como a divisão dentro da estrutura dos poderes é esta:

Na parte de cima do poder os Ministros do STF saboreando pratos de Lagosta “All’cqua Pazza”, bebericando vinhos importados e puxando os cordéis que manipulam a nação. Mais abaixo, deputados e senadores se refestelando com as sobras que caem de suas bocas e, acoelhados, dizendo sim a tudo aquilo que vêm de suas reuniões. Bem mais abaixo os jornalistas da “velha mídia”, lustrando e lambendo os sapatos de Ministros e Parlamentares e fazendo ecoar em seus jornais mensagens com intuito de alienar a população.

Esse é o “modus operandi” em vigor no Brasil. É essa a sensação que temos.

É esta a verdade escondida. A verdade que os senhores não querem confrontar.

É esse o motivo da avacalhação que sofre o país perante o mundo, senhor Ministro: a falta de compostura de ministros do STF!

A má notícia para os senhores Barroso, Moraes e todo STF e mais o Consorcio de Imprensa, Comunas/Petistas, “os artistas” que viviam pendurados nas tetas do Governo, Sindicalistas, “os especialistas” é que não recuaremos um milímetro em nossas convicções.


Fonte: Jornal da Cidade Online

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Contato : (84) 9604-4055

Contato : (84) 9604-4055