martins em pauta

Postagem em destaque

BRISANET A MELHOR INTERNET DO BRASIL

sábado, 28 de maio de 2022

Na Suíça, Paulo Guedes bate o... Punho na mesa!

 Sábado, 28 de Maio de 2022

Nesta quarta-feira (26), o 'super-ministro', Paulo Guedes, falou grosso com os europeus no congresso que reúne as maiores fortunas do mundo em Davos, na Suíça. Durante discurso, o ministro disse que Brasil está designado a ser um gigante de energia.

Ao mesmo tempo, Guedes pontuou que Bélgica e França barram a entrada do Brasil na OCDE por "serem protecionistas". Guedes, disse ainda, no Fórum Econômico Mundial em Davos, que o Brasil está destinado a ser um gigante da energia "limpa e barata".

Para a imprensa, o ministro garantiu que o Brasil deve receber novos investimentos europeus.

"Quinze por cento da nossa energia é eólica e solar e vamos dobrar isso, 65% são de hidrelétrica. Praticamente 80% são energia limpa. Quem vai produzir hidrogênio limpo para a Europa? Porque eles não podem depender do gás natural russo. Nós somos os candidatos, então quem quer produzir energia eólica vem para o Brasil", afirmou o ministro.

Argumentando num tom inédito para o Brasil (historicamente o Brasil só ia para anuir decisões tomadas pelos países de 1º mundo, numa postura de total submissão), Guedes mandou a real para representantes de países como Bélgica e França.

Isso mesmo não tem nada a ver com sustentabilidade ou preservação da Amazônia, mas sim um medo terrível que os produtos agrícolas brasileiros inviabilizem o caríssimo, ultrapassado e subsidiado agronegócio francês & belga.

A HIPOCRISIA DO 1º MUNDO SOBRE A PRESERVAÇÃO AMBIENTAL.

 

A verdade é que o Brasil tem 66% do nosso gigantesco território preservado – só essa marca é incomparável com qualquer país de porte médio ou grande. A Amazônia brasileira – uma área maior que Alemanha, França e Espanha somadas – tem 84% da sua vegetação preservada do jeito que estava quando Pedro  Alvarez Cabral desembarcou no Brasil em 1500. Outro dado sem precedente no planeta, 65% energia elétrica vem de fontes renováveis.

Enquanto isso toda Europa Ocidental está reativando usinas movidas a carvão, a modalidade mais poluente de geração de energia. Ao mesmo tempo que  rola esse mimimi ambiental vocalizado pela adolescente Greta Thunberg, o fraco presidente Emmanuel Macron e o ‘amigo da Anitta’, Leonardo di Caprio criticando o Brasil, na vila de Lützerath, no Estado da Renânia do Norte-Vestfália, o coração industrial da Alemanha, o ‘ecológico’ governo alemão, destrói uma floresta de 12 mil anos e vilarejos para extração de carvão.

Tem jeito de ser mais hipócrita do que isso?

  • Fonte: Jornal da Cidade Online

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Contato : (84) 9604-4055

Contato : (84) 9604-4055