martins em pauta

Postagem em destaque

BRISANET A MELHOR INTERNET DO BRASIL

domingo, 8 de agosto de 2021

Juristas, Marcha da Família Cristã e Foro Conservador declaram a Bolsonaro apoio incondicional ao Voto Auditável

 Domingo, 08 de Agosto de 2021



O encontro aconteceu no dia 03, no gabinete da presidência e contou com a participação de diversas entidades jurídicas, a exemplo da OACB - Ordem dos Advogados Conservadores do Brasil.

Os organizadores da Marcha e do Foro Conservador possuem núcleos formados em todos os estados da Federação e no Distrito Federal, além de contar com o apoio de mais de uma centena de organizações identificadas como “conservadoras”.

Os coordenadores nacionais informaram na reunião com o Presidente que este ajuntamento de ativistas e movimentos formaram um grande grupo chamado de Foro Conservador que fará um contraponto formal e oficial ao Foro de São Paulo.

“A reunião foi objetiva e pragmática, tendo, o presidente da república, recebido o nosso apoio incondicional e asseverado a sua satisfação de ver um grupo conservador ostentar essa atitude de enfrentamento contra o retrocesso democrático e a obscuridade no pleito que se avizinha, registrando ainda, que o Governo Federal não permitirá fraude eleitoral e lamentando que a voz do povo brasileiro e da legalidade não esteja sendo ouvida por outros poderes”, disse João Alberto, um dos Coordenadores Nacionais da Marcha da Família, vice presidente do Foro Conservador e presidente em exercício da OACB – Ordem dos Advogados Conservadores do Brasil.

O advogado Alex Canuto, um dos coordenadores da Marcha e do Foro Conservador no estado de São Paulo, informou que o Presidente pediu a união dos movimentos de rua para os próximos atos. O grupo saiu do encontro com a missão de agendar uma reunião com todos os movimentos para um ato único, unificado, para o mês de Setembro. Também estava presente na reunião o ex-Deputado Roberto Jefferson, presidente nacional do PTB, que se colocou à disposição para somar no projeto.

SOBRE A MARCHA: A Marcha da Família foi um ato registrado na história do país, onde o povo brasileiro foi às ruas para manifestar-se contra uma possível inclinação comunista da nação, rejeitando alianças com União Soviética e Cuba. Uma releitura deste ato foi realizada a nível nacional em duas edições nos meses de Abril e Maio deste ano A edição de Abril aconteceu em todos os estados do país e questionava as medidas restritivas impostas por governadores e prefeitos ao comércio e às igrejas. A segunda edição, em Maio, foi realizada no dia internacional da família e pedia a rejeição ao PL 399/2015 que pretende liberar o cultivo de maconha no Brasil, além de defender o voto impresso proposto pela PEC da Deputada Federal Bia Kicis.

Nesta segunda edição, os organizadores da Marcha realizaram o ato de Brasília em conjunto com o Movimento Agro Brasil Verde e Amarelo, e o Presidente da República chegou montado a cavalo junto com alguns dos seus Ministros.

Segue a íntegra da carta entregue ao Presidente da República e que seguirá destinada às demais autoridades do país:

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Contato : (84) 9604-4055

Contato : (84) 9604-4055